4ª exposição da Câmara propõe reflexão sobre queimadas e desmatamento

13set
image_pdfimage_print

“A onça pintada parou atônita, petrificada, mirando a câmera enquanto o fogo consumia tudo a sua volta” narra Sérgio Roberg. Fotógrafo há cinco décadas, ele descreve um de seus registros mais icônicos da vida animal: o raro felino do pantanal mato-grossense acuado pelo incêndio. Este será um dos registros que comporão a mostra Natureza em Chamas, que estará aberta à visitação do público na Câmara Municipal de Arujá entre os dias 17 de setembro e 1º de outubro. Outras 17 peças captadas pelo fotógrafo – engajado na luta ambientalista desde 2005, quando começou a documentar os efeitos devastadores das queimadas na fauna amazônica – estarão disponíveis nesta 4ª exposição promovida pelo Legislativo arujaense neste ano.

A Mostra propõe uma reflexão sobre a importância da preservação ambiental no momento em que os olhos do mundo se voltam apreensivos à floresta amazônica, que padece com a escalada no desmatamento, supostamente intensificada pela ação criminosa de madeireiros. No mês passado, dia 19, uma espessa nuvem de fumaça cobriu o céu paulista provocando uma noite prematura às 15h, inclusive, em Arujá. Soube-se depois que a causa da escuridão foram as queimadas na região Norte do País.

“O problema sempre existiu, mas este é um momento particularmente complexo e que exige debate e mobilização pública”, conclamou Roberg, que é crítico da atual política ambiental do governo. “Minhas fotos retratam o drama das queimadas pela perspectiva dos danos causados à fauna. Os bichos são as primeiras e principais vítimas da ação nociva do homem sobre a natureza”.

Reunião

Na manhã de 4/9, o fotógrafo esteve pessoalmente na Câmara de Arujá para conhecer as instalações da Mostra e definir detalhes do evento, cuja abertura oficial será no dia 17/09, às 10h. Também foi recebido para um café com o presidente Reynaldo Gregório Junior (PTB), o Reynaldinho, que exaltou a relevância e pertinência do tema, dado o atual cenário. “É preciso levar esse debate para a sociedade como um todo, mas principalmente para dentro das escolas”, ressaltou o líder legislativo.

Ainda durante o encontro, Reynaldinho telefonou para a secretária municipal de Educação, Priscila Sidorco, para reforçar a importância das visitas escolares à Mostra, além de ressaltar a necessidade de ampla participação popular e das entidades ligadas à proteção ambiental. “A preservação do meio ambiente é uma responsabilidade de todos”, afirmou.

Biografia do artista

Roberg começou a fotografar aos 12 anos, quando ganhou sua primeira câmera fotográfica. Tornou-se fotógrafo profissional, jornalista e publicitário. É graduado em Comunicação Visual no IADE – Instituto de Artes e Decoração, especializou-se em Graphic Design.

Como publicitário, atuou como Diretor de criação e Diretor de cinema de publicidade. Como jornalista, trabalhou em grandes jornais e editoras, além da Rede Globo de Televisão e na Rede Bandeirantes de Televisão.

Em 2005, começou a se dedicar à fotografia autoral e da vida selvagem na floresta. A boa convivência com o fotógrafo Araquém Alcântara, que se notabilizou por documentar fotograficamente o povo e a natureza brasileiros, mostrou a Roberg que fotos da natureza podem ser uma forma de ativismo ecológico ou uma forma de arte a serviço do ambientalismo.

“Para mim, estar na floresta é silenciar os pensamentos e tudo passa a ser integração. De certa forma é um tipo de meditação”, afirmou o artista.

Prêmios e exposições

1. Medalha de Ouro e Grande Prêmio no Salão Nacional de Belas Artes, São Paulo, 1973

2. Grand Prix – Compasso d’Argento – Itália, 1977

3. Medalha de Ouro Emilio Schenk, no Congresso Nacional, 1987

4. Exposição Individual na Galeria Prestes Maia em 1969 – “Retratos da Barra”, com fotografias feitas em Barra dos Coqueiros – Sergipe

5. Participação em diversas outras exposições coletivas

6- Participação em 3 Exposições de Fotografia no MUSEU ABERTO DE FOTOGRAFIA, parceria com o MACS- Museu de Arte Contemporânea de Sorocaba.

7- Premiado na França no Le Plus Grand Concours Photo du Monde, o maior Concurso de Fotógrafos do Mundo, neste ano com a participação de cerca de 49 mil fotógrafos, em 2014.

9- Premiado na França, novamente no Le Plus Grand Concours Photo du Monde, o maior Concurso de Fotógrafos do Mundo, neste ano com a participação de cerca de 58 mil fotografias, em 2015.

Serviço

Mostra: Natureza em Chamas

Abertura: 17/09, às 10h, com transmissão ao vivo pelo canal oficial da Câmara de Arujá no YouTube

Visitação: Segunda a sexta-feira das 8h30 às 11h30 e das 14h às 18h

Entrada gratuita

Câmara Municipal de Arujá

Assessoria de Comunicação

www.camaraaruja.sp.gov.br

imprensa.camaraaruja@gmail.com

renan@camaraaruja.sp.gov.br

(11) 4652-7000 ramal 7067

Publicado em 5/9/2019

Texto: Renan Xavier

Fotos: Imprensa/CMA