A Caixa Econômica expõe seus clientes ao risco de contágio, protesta Presidente da Câmara

30abr
image_pdfimage_print

O Presidente do Legislativo arujaense, Gabriel dos Santos (PSD), externou sua indignação com o atendimento realizado nas agências bancárias do município de Arujá durante a pandemia de coronavírus que assola o País.

Nesta semana, trabalhadores tiveram que esperar por horas em extensas filas para terem acesso ao auxílio emergencial de R$ 600 liberado pelo governo.

Com um discurso inflamado ao final da 135ª Sessão Ordinária, o pessedista registrou seu repúdio às “condições indignas” às quais os clientes da Caixa Econômica Federal eram expostos.

“Para começar, essas instituições não oferecem sequer álcool em gel a seus clientes. O horário reduzido também não permite um atendimento a contento e sobrecarrega os funcionários da instituição”, criticou Gabriel.

Ainda de acordo com o presidente legislativo, a Caixa Econômica, que é um banco estatal, dá um péssimo exemplo ao expor os clientes ao risco de contágio. “É vergonhoso o que estão fazendo, permitindo filas gigantescas, causando sofrimento às pessoas que mais precisam de cuidados neste momento”.

O presidente da Casa cobrou uma mudança de postura das instituições. “É preciso dilatar o horário de atendimento não extenuando seus colaboradores, já sobrecarregados devido ao congestionamento dos aplicativos”, recomendou.

Nova Resolução

A Prefeitura de Arujá, por meio do Comitê Administrativo Extraordinário Covid-19, publicou em 24/4 uma resolução que estabelece medidas ao funcionamento de agências bancárias, lotéricas e outras atividades congêneres. O objetivo é intensificar o controle de acesso aos estabelecimentos para reduzir os riscos de propagação do novo coronavírus.

Conforme o documento, as agências bancárias, as lotéricas e as demais instituições que executam atividades similares na cidade ficam obrigadas a controlar o número de pessoas no interior dos prédios, devendo a distância ser de 1,5 metro entre os moradores. Além disso, tais serviços precisam disponibilizar colaboradores para organizar a espera, a fim de evitar aglomerações e ampliar as práticas de higienização.

Assessoria de Comunicação

imprensa@camaraaruja.sp.gov.br

renan@camaraaruja.sp.gov.br

(11) 4652-7000 / 7067

Texto: Renan Xavier

Fotos: Imprensa/CMA