A pedido de Gil do Gás, Secretaria Estadual de Habitação analisará alternativas para famílias do Beira Rio

12fev
image_pdfimage_print

A Secretaria Estadual de Habitação pretende elaborar relatório detalhado sobre a situação das famílias residentes no bairro Beira Rio, localizado na divisa entre os municípios de Arujá e Guarulhos, e avaliar a possibilidade de inseri-las em programa habitacional a ser executado na região da Fazenda Albor.

04.02.16_Gil_Gás

Gil do Gás e Paulo Alves em reunião com lideranças e moradores na Câmara de Arujá

O vereador Gilberto Daniel (sem partido), o Gil do Gás, solicitou apoio do governo estadual para atender de forma emergencial as famílias atingidas pela enchente do início do ano. Algumas casas foram parcialmente destruídas e, por consequência, interditadas pela Defesa Civil de Guarulhos. Ainda é possível constatar os estragos – móveis estão empilhados no local – e verificar a existência de diversas rachaduras nas paredes. Como as moradias foram construídas sobre o córrego, as estruturas das residências apresentam forte instabilidade.

04.02.16_Gil_Gas_Visita_Beira_Rio_4

Secretaria produzirá relatório sobre situação das famílias do Beira Rio

“Estamos aqui para verificar “in loco” as condições destas famílias, pois estamos na fase inicial de estudos do projeto para construção de 10 mil unidades aqui na região por meio de uma Parceria Público-Privada (PPP). Acredito que possamos incluir estes moradores entre os beneficiados principalmente, os que estão com a casa mais comprometida”, explicou o assessor da Secretaria de Habitação, Paulo Alves, que visitou o Beira Rio a pedido de Gil do Gás. Eles estiveram no bairro acompanhados da gerente de programas associativos da Companhia de Desenvolvimento Habitacional Urbano (CDHU), Glacy Gonçalves, e da assessora da Secretaria de Habitação, Silda Bastos.

“Queremos buscar uma solução conjunta para o problema, já que conhecemos a urgência e a necessidade de quem vive sempre com medo de perder sua casa e tudo o que construiu”, disse Gil do Gás. Ele está convicto de que o Estado possa apresentar um plano emergencial, especialmente, para quem está em área de maior risco. Atualmente, 99 famílias vivem no Beira Rio. Pelo menos 22 casas foram interditadas após as chuvas

Antes de seguir para a visita, Paulo Alves esteve na Câmara de Arujá, onde se reuniu com lideranças comunitárias e visitou o presidente do Legislativo, Renato Bispo Caroba (PT).

 

Câmara de Arujá
Assessoria de Comunicação
imprensa@camaraaruja.sp.gov.br
4652-7015
Publicado em 11/02/2016