Agora é Lei: autorizado plantio de repelente natural contra Aedes Aegypti; projeto é de Cris do Barreto

26jun

Lei nº 2893/17 publicada em 17/5/17 no jornal Diário de Arujá

Agora é Lei. Sancionado pelo presidente do Legislativo, Abel Franco Larini (PR), o Abelzinho, o projeto de Lei nº 11/2017, de autoria da vereadora Cristiane Araújo Pedro (PSD), a Profª Cris do Barreto, tornou-se a Lei Ordinária nº 2893/17.

A iniciativa da parlamentar propõe o cultivo da citronela e da crotalária no município, pois as plantas, que são repelentes naturais, poderiam se tornar parte estratégica nas ações de combate ao mosquito Aedes Aegypti, transmissor da dengue e da febre amarela.

A propositura, aprovada com 13 votos favoráveis em segunda discussão e votação na sessão ordinária de 3/4/2017 , havia recebido veto total do Executivo. O Plenário, no entanto, rejeitou o veto em sessão de 8/5, possibilitando a sanção pela própria Casa de Leis, o que acabou ocorrendo.

“A ideia é que a Prefeitura possa distribuir estas mudas como forma de agregar o plantio à estratégia de combate a estas doenças”, explicou a vereadora. Segundo ela, as duas espécies têm propriedades conhecidas pelos efeitos repelentes, podendo garantir a ação em uma área de até 50 metros quadrados. “É uma medida de interesse público, com custo baixíssimo”, complementou.

A Lei está em vigor desde 17/05/17.

Leia mais sobre o assunto: 

 

 

Câmara de Arujá

Assessoria de Comunicação

imprensa.camaraaruja@gmail.com

imprensa@camaraaruja.sp.gov.br

(11) 4652-7015

Publicado em 26/06/2017

Fotos: Imprensa/CMA

 

image_pdfimage_print