Agora é Lei: Vereadores aprovam projeto Câmara nos Bairros

05jul

Agora é Lei. Arujá é a primeira cidade da região a instituir a Câmara nos Bairros. O Decreto-Legislativo nº 217/16, de autoria do vereador e atual Presidente do Legislativo, Renato Bispo Caroba (PT), foi publicado no último dia 29/06/2016 no jornal Diário de Arujá após o projeto ser aprovado por 14 votos no plenário da Casa. O objetivo da iniciativa é aproximar os parlamentares da população permitindo aos cidadãos uma participação mais ativa no debate sobre os problemas da cidade.

A Câmara nos Bairros prevê a realização de reuniões itinerantes, nas quais o público, diferente do que ocorre nas sessões realizadas na sede do Legislativo, terão direito a voz e poderão apresentar suas reivindicações. “Fui a SP e pude verificar o quanto esta experiência está sendo positiva e  resolvi trazer a ideia para cá. É uma forma de a população ser ouvida e o vereador perceber com mais clareza onde está o problema”, explicou Caroba.

27.06.16_Sessao_27.06

Câmara nos Bairros foi aprovado com 14 votos

Wilson Ferreira da Silva (PSB), o Dr. Wilson, parabenizou o colega e ressaltou que “a iniciativa é excepcional”. “É uma oportunidade de participação e interação da Câmara com a população”.

“Gostaria que o projeto pudesse ser colocado em prática após o término do recesso, ainda este ano”, defendeu Sebastião Vieira de Lira (PSDC), o Paraíba Car. Em seu artigo 7º, o decreto veda a realização da Câmara nos Bairros em ano eleitoral. Por isso,  ele entrará em vigor a partir de 2017 e somente poderá ser realizado nos primeiros três anos de cada Legislatura. Ainda assim, Paraíba Car se declarou favorável à proposta assim como Abel Franco Larini (PR), o Abelzinho. “Quero deixar registrado nos anais desta Casa meu total apoio a este projeto e cumprimentar o colega pela bela iniciativa”, afirmou.

27.06.16_Sessao_27.06_a

Projeto quer ampliar participação da população nos debates sobre problemas da cidade

Edvaldo de Oliveira Paula (PSC), o Castelo Alemão, fez questão de frisar que o projeto foi proposto em maio antes, portanto, de os moradores do Centro Residencial, em luta pelo direito à moradia, iniciarem a ocupação da Câmara nos dias de sessão. “Não foi oportunista”, destacou o parlamentar ao afirmar que as reuniões permitirão esclarecer melhor sobre as reais atribuições dos vereadores e trazer ao conhecimento da Casa os pleitos de quem mora em bairros mais distantes.

Gabriel dos Santos (PSD) e Reynaldo Gregório Junior (PTB), o Reynaldinho, também votaram favoráveis. “Apoio o projeto na íntegra, inclusive, com as restrições para sua execução em ano eleitoral. O vereador tem três anos para trabalhar, colocar a sua cara a tapa. Não pode deixar para conversar e apresentar resultados do mandato no último ano. Excelente iniciativa”.

“Nem sempre as pessoas podem vir à Câmara. Nada mais justo do que irmos ao encontro delas”, resumiu Reynaldinho.

Apesar das sugestões de emendas feitas por Paraíba Car, quanto à retirada da restrição de realização das reuniões itinerantes em ano eleitoral, e de Dr. Wilson no diz respeito à redução do tempo de fala do Presidente de 10 para 5 minutos na abertura e no encerramento dos trabalhos, o projeto foi aprovado sem alterações.

 

Câmara de Arujá

Assessoria de Comunicação

imprensa@camaraaruja.sp.gov.br

4652-7015

Publicado em 05/07/2016

image_pdfimage_print