Ana Poli aborda problemas com serviço de ortopedia em Arujá

06fev
image_pdfimage_print

A pedido da Secretaria Municipal de Arujá, o Instituto de Tecnologia e Desenvolvimento Social – Identidade Social (ITDS) estuda a possibilidade de assumir parte do atendimento a pacientes de Arujá que aguardam na fila por uma consulta na área de ortopedia. A informação foi dada pelo secretário adjunto Martino José Piatto após questionamentos da vereadora Ana Cristina Poli (PL) sobre a demanda reprimida existente no Município. “Atendi um casal recentemente e a consulta com o ortopedista foi marcada para junho”, explicou.

Ana Poli afirmou que está preocupada com fila para consultas de ortopedia

Segundo Martino, a ITDS a ideia é encaixar até 20 pacientes por dia, divididos nos períodos da manhã e tarde. “Estou sentindo esse drama e, por isso, propus a ITDS que nos ajudasse”, admitiu o gestor. “Acredito que, dessa forma, conseguiríamos zerar a fila em três ou seis meses”, pontuou.

A secretária adjunta da Secretaria de Saúde Patrícia Elias do Prado esclareceu que o aumento da fila também se deu por conta de licença e redução de carga horária de médicos. Além disso, segundo ela, grande parte dos pacientes que aciona a Secretaria para reclamar sobre a demora no agendamento da consulta se recusa a passar por serviços de referência em outros municípios. “Quando apresento as opções, eles me dizem que preferem esperar”, afirmou. Municípios como Mogi das Cruzes, Guarulhos, Itaquaquecetuba e São Paulo também mantém serviços de referência na área de ortopedia.

Emendas impositivas

Ana Poli ainda lembrou da destinação de recursos de emendas impositivas à contratação de médicos. O dinheiro será utilizado para esse fim, principalmente, pelo fato de o município, a partir de agora, ter de assumir os custos com a contratação de médicos, devido às mudanças no programa Mais Médicos que agora se chamará Médicos pelo Brasil, conforme informou Lívia. (Leia mais aqui)

Ela também se comprometeu a apresentar, nas próximas audiências públicas, um relatório específico da aplicação dos recursos das emendas impositivas. Metade do valor da receita líquida destinado ao Legislativo para inclusão no Orçamento Municipal é direcionado à Secretaria Municipal de Saúde.

Presença

Também participaram do evento os vereadores Rogério Gonçalves Pereira (PSD), o Rogério da Padaria e Júlio Taikan Yokoyama (PSDB), o Júlio do Kaikan; a diretora do Departamento de Saúde da Secretaria, Mirian Tereza Miletti; além de membros do Conselho de Saúde e de organizações sociais que atuam no Município.

Assessoria de Comunicação

imprensa@camaraaruja.sp.gov.br

silmara@camaraaruja.sp.gov.br

(11) 4652-7015

Texto: Silmara Helena

Fotos: Imprensa/CMA