Arujá confirma ampliação da quarentena até 22/4

07abr
image_pdfimage_print

O prefeito José Luiz Monteiro (MDB) confirmou a ampliação da quarentena no Município de Arujá até 22 de abril, seguindo determinação do governo do Estado de São Paulo. O Decreto Municipal no. 7366  foi publicado na edição de terça-feira (7/4) do Diário Oficial Eletrônico.

O novo período de quarentena, anunciado pelo governador João Dória na última segunda-feira (6/4) durante coletiva a imprensa, visa, segundo os especialistas, reduzir a propagação da Covid-19. São Paulo é o Estado com maior número de mortes. Dória autorizou inclusive o uso de forças policiais para conter aglomerações e garantir o cumprimento da medida.

Parte dos vereadores defende flexibilizar regras de isolamento social

Os decretos editados pelo governador e pelo prefeito de Arujá mantêm as restrições já impostas, inclusive, no se refere ao comércio, permitindo o funcionamento apenas de serviços considerados essenciais.

Vereadores de Arujá defendem flexibilizar as regras do isolamento social por conta do impacto na economia local. Leia aqui.

De acordo com o último boletim emitido pela Secretaria Municipal de Saúde, datado de 6/4, Arujá tinha registrado 12 casos de Covid-19 e uma morte confirmada por conta da doença. Outros 126 casos suspeitos foram notificados e 21 descartados.

No Brasil, o número de infectados passa de 12 mil, segundo as últimas informações do Ministério da Saúde. Mais de 500 pessoas já morreram.

Calamidade

Prefeito José Luiz decide manter quarentena até 22/4

Desde o início da pandemia, a Prefeitura de Arujá tomou uma série de medidas para conter o contágio pelo coronavírus. Após a Organização Mundial da Saúde (OMS) considerar a doença como uma pandemia, o chefe do Executivo arujaense montou um Comitê Administrativo Extraordinário Covid-19, coordenado atualmente pelo secretário de Planejamento, Juvenal Penteado.

Em 19/3, decretou situação de emergência e dois dias depois – 21/3 – estado de calamidade pública (Decreto no. 7341/2020). Nesta data, determinou o fechamento de todos os estabelecimentos comerciais.

No dia 27/3, um novo decreto (no. 7348/20) alterou as categorias de serviço e comércio considerados essenciais, incluindo, além de postos de gasolina, lojas de conveniências, restaurantes, oficinas, insumos agropecuários, entre outros.

Escolas

Na sexta-feira (2/4), a Secretaria Municipal de Educação alterou o calendário escolar, antecipando o recesso para o período de 6/4 a 22/4. As aulas somente serão retomadas em 1º. de junho.

Triagem

Por sugestão da Câmara de Arujá, a Prefeitura iniciou na terça-feira (7/4) os serviços do Centro de Triagem da Covid-19. O equipamento funcionará em uma clínica médica localizada em frente à Praça do Coreto. Também foi anunciada a instalação de mais 10 leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) no Pronto Socorro Municipal, além da ampliação para 24 horas do período de funcionamento do PAM Barreto.

Vereadores reunidos com o prefeito

O vereador Renato Bispo Caroba (PT) sugeriu ao prefeito a transferência de recursos da Secretaria de Cultura, que seriam destinados a Festa das Nações, para ações de combate ao coronavírus. A iniciativa foi subscrita pelos demais vereadores e acatada pelo prefeito que se comprometeu a viabilizar o remanejamento de recursos.

Expediente

A Câmara de Arujá continua funcionando, mas com expediente reduzido – às segundas-feiras, a partir das 16h, e de terça a sexta-feira, das 13h30 às 15h30 – e com menor número de servidores.  As Sessões Ordinárias prosseguem as segundas-feiras, às 18h, sem participação do público, e com transmissão ao vivo pelo canal oficial do Legislativo no YouTube. Também foi suspenso, enquanto durar a epidemia da Covid-19, o atendimento presencial na sede do Legislativo.

Assessoria de Comunicação
imprensa@camaraaruja.sp.gov.br
silmara@camaraaruja.sp.gov.br
(11) 4652-7015
Texto: Silmara Helena
Fotos: Imprensa/CMA