Arujá elabora diagnóstico sobre políticas públicas desenvolvidas para idosos

25fev
25.02.16_Sidnei_Mesa

Sidney Francolino, observado pela Mesa, fala em nome do prefeito

Técnicos da área de assistência social e idosos se reuniram para avaliar as políticas públicas desenvolvidas para pessoas com idade acima de 65 anos em Arujá. O trabalho foi realizado pelo Conselho Municipal do Idoso, na quinta-feira (25/02/2016), nas dependências do Legislativo, e integra as ações obrigatórias previstas no programa Amigo do Idoso do governo estadual, ao qual a cidade aderiu.

O programa, segundo a especialista em Desenvolvimento Social da Diretoria Regional de Desenvolvimento Social do Estado (Drads), Claudia Braz Marzagão, tem como objetivo central mudar a visão de prefeitos e gestores em relação às pessoas desta faixa etária. “O idoso não é uma pessoa à espera da morte e daqui a alguns anos teremos uma parcela considerável da população nesta faixa etária. Por isso, é preciso que os municípios executem políticas transversais capazes de integrar e inserir socialmente a pessoa idosa”, afirmou Claudia. Segundo ela, as cidades têm avançado na construção de espaços públicos, como os Centros de Convivência, mas ainda não estão preparadas para atender de forma plena este grupo. “O maior desafio sem dúvida é a acessibilidade que começou a ser pensada, a partir das dificuldades dos idosos”, destacou.

25.02.16_Ana_Poli

Ana Poli, presidente do Conselho Municipal do Idoso

25.02.16_Caroba_MariaLuzia

Caroba fala ao lado de Maria Luzia, secretária de Assistência Social

Dados do Governo Estadual apontam que no Estado de São Paulo vivem atualmente 5,3 milhões de pessoas com idade acima de 60 anos. Outras 700 mil já ultrapassaram os 80.

O diagnóstico das políticas, segundo Claudia, foi formulado justamente dentro de uma metodologia que permite a participação do público-alvo. “Precisamos parar de fazer política pública sem ouvir a quem a ela se destina. Por isso, esta oficina é fundamental”, destacou.

O presidente da Câmara Renato Bispo Caroba participou da abertura do evento juntamente com o chefe do Gabinete do prefeito Abel Larini (PR), Sidney Francolino, que representou o chefe do Executivo, a secretária de Assistência Social Maria Luzia Salles Couto, a presidente do Conselho Municipal de Assistência Social, Marina Bernardo da Costa Antônio e a coordenadora do Centro de Convivência do Idoso e presidenta do Conselho Municipal do Idoso, Ana Cristina Poli. “Aqui é o espaço para o debate e a participação popular. A Câmara está à disposição para ouvir e atuar em conjunto para valorizar os idosos e todas as atividades voltadas a este público”, disse Caroba em nome de todos os parlamentares.

A próxima etapa dos trabalhos é realizar um diagnóstico entre os gestores municipais.

 

Câmara de Arujá
Assessoria de Comunicação
imprensa@camaraaruja.sp.gov.br
4652-7015
Publicado em 25/02/2016

image_pdfimage_print