Arujá estuda instalar câmeras em escolas

23jan
image_pdfimage_print

A Secretaria de Educação de Arujá estuda a possibilidade de instalar câmeras de segurança e monitoramento nas escolas públicas municipais. A informação foi dada pela secretária Maria Goretti Aguiar Alencar em resposta ao requerimento 1452/2014 de autoria do presidente da Câmara Municipal, Reynaldo Gregório Junior (PTB), o Reynaldinho.

Na propositura, o parlamentar justifica a medida afirmando que isso reduziria a vulnerabilidade das crianças e ampliaria a capacidade de apuração das responsabilidades em casos de denúncia. “Os pais também ficariam mais tranquilos sabendo que seus filhos estão sendo olhados tanto pelos professores quanto pela central de monitoramento”, ressaltou.

Fachada da Emef Sidônia Nasser do Prado

Fachada da Emef Sidônia Nasser do Prado

Recentemente, uma denúncia infundada de abuso sexual em uma escola de Arujá ganhou repercussão nacional. Após dias de exploração do caso pela televisão e nas redes sociais, o laudo do Hospital Pérola Byington, em São Paulo, confirmou que a menina não havia sofrido qualquer tipo de violência.

Na ocasião, a Câmara chegou a criar uma Comissão Especial de Inquérito (CEI) para apurar o caso. Com a divulgação do laudo, a CEI não foi instaurada. Ainda assim, o vereador Renato Bispo Caroba (PT), que propôs a criação da comissão, afirmou que acompanharia o caso até a finalização do inquérito aberto pela Polícia Civil.

 

 

 

Câmara de Arujá

Assessoria de Comunicação

4652-7015

imprensa@camaraaruja.sp.gov.br

Publicada em 23/01/2015