Agora é Lei: Câmara terá Espaço Paisagístico denominado Luiz Bananeiro

Agora é Lei: o Espaço Paisagístico da Câmara de Arujá, composto pelos jardins da área externa do prédio do Legislativo, será denominado Luiz Alves “Bananeiro” em homenagem ao vice-prefeito de Arujá por quatro gestões do ex-prefeito Abel Larini. O projeto de Lei nº 188/18 de autoria dos vereadores Ana Cristina Poli (PR), Abel Franco Larini (PR), o Abelzinho, e Reynaldo Gregório Junior (PTB), o Reynaldinho, presidente do Legislativo, recebeu apoio de toda a Casa e foi sancionado pelo prefeito José Luiz Monteiro (MDB). A Lei nº 3111/19 foi publicada edição de 13/04/2019 em jornal diário local.

Admirado
e querido pela população, Luiz Bananeiro iniciou sua trajetória na política
como vereador em 1992. Na ocasião, foi o candidato mais bem votado tendo, no
decorrer do seu mandato, uma atuação de destaque na área da Saúde. Eleito
vice-prefeito pela primeira vez em 1996 ao lado de Abel Larini, repetiu a
dobradinha em outras três eleições: 2000, 2008 e 2012.

Em
2014, Luiz Bananeiro recebeu o Título Honorífico de Cidadão Arujaense da Câmara
de Arujá por iniciativa do então vereador Wilson Ferreira da Silva, o Dr.
Wilson.

Luiz Bananeiro deixou a esposa, Nadir Alves, três filhos e quatro netos.

Câmara Municipal de Arujá

Assessoria de Comunicação

www.camaraaruja.sp.gov.br

imprensa.camaraaruja@gmail.com

silmara@camaraaruja.sp.gov.br

(11) 4652-7015

Publicado em 16/04/2019

Texto: Silmara Helena

Fotos: Imprensa/CMA




Agora é Lei: Praça do Centro Residencial receberá nome de Janete Abrantes

Agora é Lei. Uma praça localizada no Centro Residencial entre as ruas Pedro Severino Martins, José Faustino da Silva e Arnaldo Candela receberá o nome de Janete Maria Abrantes Barbosa da Silva. O projeto de Lei nº 187/18 de autoria dos vereadores Ana Cristina Poli (PR) e Abel Franco Larini (PR), o Abelzinho, foi sancionado pelo prefeito José Luiz Monteiro (MDB). A Lei nº 3110/19 foi publicada na edição de 13 de abril do jornal Diário de Arujá.

Ana Poli assina projeto de denominação

Abelzinho foi um dos autores da proposta

Janete
Abrantes nasceu em Arujá em 7/11/1953. Casada com o mogiano José Baptista da
Silva Junior, dedicou 40 anos de sua vida à administração do Hospital Lions
Clube de Arujá (AMA) onde teve reconhecida a sua dedicação, principalmente, na
implementação de ações de prevenção a doenças e preservação do meio ambiente,
sempre com o objetivo de melhorar a qualidade de vida da população.

Aos
58 anos recebeu o diagnóstico de câncer de mama. Perdeu a luta para a doença, após
passar por diversas internações e procedimentos. Mesmo debilitada continuava
participando de atividades, entre as quais, a 1ª Caminhada do Outubro Rosa
realizada em Arujá.

Filha de Otávio Afonso Barbosa e Lourdes Abrantes Barbosa, faleceu aos 62 anos.

Câmara Municipal de Arujá

Assessoria de Comunicação

www.camaraaruja.sp.gov.br

imprensa.camaraaruja@gmail.com

silmara@camaraaruja.sp.gov.br

(11) 4652-7015

Publicado em 16/04/2019

Texto: Silmara Helena

Fotos: Imprensa/CMA




Legislativo aprova criação de cargo comissionado de ouvidor da Prefeitura

Foi aprovado com 14 votos favoráveis em 1ª discussão o projeto de Lei 152/2019 de autoria do Poder Executivo, que cria o cargo de ouvidor geral do município. Apenas o vereador Renato Bispo Caroba (PT) votou contrário.

Na
discussão da propositura, o primeiro a se manifestar foi o vereador Edimar do
Rosário (PRB), o Pastor Edimar de Jesus. Ele elogiou a emenda protocolada pelo
vereador Luiz Fernando Alves de Almeida (PSDB) que alterou de nível médio para
nível superior a exigência de escolaridade para ocupação do cargo.

Em
Tribuna, o vereador Renato Bispo Caroba (PT), disse que a “emenda não resolve
os outros problemas do projeto”. Segundo ele, o cargo deveria ter status de
secretário, e não de diretor de departamento; discorda ainda do que diz o
artigo 4º do projeto que estabelece: “fica criado o cargo de assistente técnico
de referência 6”. “Não, o cargo já existe. Na verdade, ele está ampliando, pois
esse cargo já existe”. “Vou votar contrário porque cansei de ficar consertando
o projeto do Poder Executivo”.

O
vereador Edvaldo de Oliveira Paula (PSC), o Castelo Alemão, parabenizou Luiz
Fernando e o governo José Luiz Monteiro por “colocar alguém para investigar os
desmandos, principalmente, de funcionários concursados que abusam da
estabilidade”. Segundo ele “existe uma demanda [pelo serviço] que será atendida
com a criação desse cargo de ouvidor”. E continua: “muitos funcionários quando
passam em um concurso público pensam que são donos do serviço público. Sabemos
que a nota [que se dá ao funcionalismo] é muito ruim, o que acaba respingando nos
vereadores”, disse. Sobre os “possíveis erros” apontados por Caroba, avaliou
que “é preciso dar uma resposta à sociedade, que cobra mais eficiência do
funcionalismo”.

Autor
de emenda modificativa para elevar o nível de escolaridade do cargo de médio
para superior, o vereador Luiz Fernando disse “concordar em partes” com as observações
de Caroba, apelando pela aprovação em 1ª discussão e votação, ao ressaltar que,
por meio das comissões, será possível propor adequações ao projeto. “Agora, é
realmente lamentável nos depararmos com diversos erros do Poder Executivo”,
criticou o tucano. “Peço desculpas por não ter me debruçado como deveria sobre
o projeto para corrigir, também, esses erros”, disse.

O
vereador Rogério Gonçalves Pereira (PSD), o Rogério da Padaria, disse que, por
meio da Comissão de Justiça e Redação, irá proceder às alterações necessárias.

Ana
Cristina Poli (PR), por sua vez, ressaltou que ainda há condições de realizar
novas emendas visando a constitucionalidade do projeto. Ela também parabenizou
o colega Luiz Fernando pela autoria do projeto de ouvidoria.

Rafael
Santos Laranjeira (PSB) ressaltou a importância do cargo e a necessidade de que
as funções de ouvidor sejam desempenhadas de forma independente.

Gabriel
dos Santos (PSD) fez menção à fala de Castelo Alemão, ressaltando que não são
todos os funcionários concursados que fazem corpo mole, pelo contrário. “Fica
aqui minha fala em defesa do funcionalismo público que trabalha, que é
dedicado, que se esforçou para estar no cargo e que continua se atualizando
para melhor exercê-lo”.

Castelo
Alemão, então, solicitou uma questão de ordem para salientar que, em sua fala,
não quis generalizar.

O projeto de Lei ainda passará por segunda análise do Plenário da Casa de Leis antes de ser enviado à sanção do Prefeito.

Câmara Municipal de Arujá

Assessoria de Comunicação

www.camaraaruja.sp.gov.br

imprensa.camaraaruja@gmail.com

renan@camaraaruja.sp.gov.br

(11) 4652-7000 / 7067

Publicado em 15/04/2019

Texto: Renan Xavier

Fotos: Imprensa/CMA




Resumo: Confira o que foi discutido na Sessão Ordinária de 10/04

Com
a presença de todos os vereadores, a 92ª Sessão Ordinária da Câmara de Arujá
contou com a aprovação de 27 requerimentos e 58 indicações endereçadas ao Poder
Executivo municipal.

Entraram para leitura os Projetos de Lei (PLs) nº 201/2019, que disciplina o transporte de animais domésticos no sistema de transporte coletivo urbano de passageiros de Arujá, de autoria da vereadora Cristiane Araújo Pedro (PSD), a Profª Cris do Barreto, e também o PL 202/2019 de autoria do Presidente da Casa de Leis, Reynaldo Gregório Junior (PTB), o Reynaldinho, o qual dispõe sobre a denominação do Cemitério Municipal I como Cemitério Rincão das Águas.

Ordem do Dia

A
92ª Sessão Ordinária da Câmara de Arujá contou com a aprovação de três PLs em
2ª discussão e votação, dois em 1ª votação e a rejeição de um PL em 2ª votação.

Dentre os aprovados, constam os PLs de nº 185/2018 e 192/2018, ambos de autoria do vereador Marcelo José de Oliveira (PRB), e que dispõe sobre a criação do Programa de Educação Antidrogas e do Banco Municipal de Materiais Ortopédicos, respectivamente.

Foi declarado rejeitado, em 2ª e definitiva votação, o amplamente debatido Projeto de Lei 183/2018, que disciplina a distribuição de panfletos ou qualquer impresso publicitário no âmbito municipal. Contudo, a votação do PL de autoria do vereador Edval Barbosa Paz (PSDB), o Profº Edval, foi precedida de discordâncias e debates por partes de quase todos os parlamentares presentes.

A
propositura recebeu seis votos favoráveis dos vereadores Gabriel dos Santos
(PSD), Luiz Fernando Alves de Almeida (PSDB), Abel Franco Larini (PR), o
Abelzinho, Marcelo José de Oliveira (PRB), o Dr. Marcelo Oliveira, de Edvaldo
de Oliveira Paula (PSC), o Castelo Alemão – autor de duas emendas ao texto
original do projeto – e do próprio autor da propositura Edval Barbosa Paz
(PSDB), o Profº Edval.

Votaram
contra a propositura os parlamentares Rafael Santos Laranjeira (PSB), Edimar do
Rosário (PRB), o Pastor Edimar de Jesus, e Rogério Gonçalves Pereira (PSD), o
Rogério da Padaria.

Abstiveram-se
do voto os vereadores Paulo Henrique Maiolino (PSB), o Paulinho Maiolino, Renato
Bispo Caroba (PT) e Ana Cristina Poli (PR). Já o vereador Sebastião Vieira de
Lira (PSDC), o Paraíba Car, registrou presença, mas recusou-se a votar. A Profª
Cris do Barreto se ausentou da Sessão durante a votação deste projeto.

Como
havia 14 parlamentares que registraram presença, e a propositura precisava de
maioria simples para ser aprovada – ou seja, oito votos neste caso – o PL não
atingiu o número mínimo exigido ficou prejudicado.

Os demais projetos analisados e votados em Plenário eram de autoria do Executivo.

Câmara Municipal de Arujá

Assessoria de Comunicação

www.camaraaruja.sp.gov.br

imprensa.camaraaruja@gmail.com

renan@camaraaruja.sp.gov.br

(11) 4652-7000 / 7067

Publicado em 12/04/2019

Texto: Renan Xavier

Fotos: Imprensa/CMA




Câmara prestará homenagem ao Grupo Escoteiro Sion de Arujá

A Câmara Municipal realizará no dia 23/4 (terça-feira), a partir das 19h, Sessão Solene comemorativa em homenagem ao Grupo Escoteiro Sion de Arujá. Cinco membros – indicados pela entidade – receberão o Diploma de Honra ao Mérito conforme determinado pelo Decreto Legislativo nº 234/18.

A
iniciativa visa “reconhecer os relevantes serviços de caráter educacional,
cultural e comunitário realizados no Município de Arujá” e foi proposta pelo
vereador Rafael Santos Laranjeira (PSB), por meio do projeto de Lei nº 15/2018
aprovado por unanimidade pelo Plenário da Casa em agosto de 2018.

Conforme o artigo 2º do Decreto, a Sessão Solene será realizada anualmente no dia 23 de abril, à exceção quando a data for em finais de semana ou feriados. Nestes casos, o dia será fixado pelo Presidente.

Câmara Municipal de Arujá

Assessoria de Comunicação

www.camaraaruja.sp.gov.br

imprensa.camaraaruja@gmail.com

silmara@camaraaruja.sp.gov.br

(11) 4652-7015

Publicado em 12/04/2019

Texto: Silmara Helena

Fotos: Imprensa/CMA




Convênio poderá viabilizar emissão de certidão de nascimento na Maternidade Municipal

Um convênio entre a Prefeitura de Arujá, por meio da Secretaria de Saúde, e a Corregedoria do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) poderá viabilizar a instalação de uma unidade avançada do Cartório de Registro Civil na Maternidade Municipal Dalila Ferreira Barbosa permitindo a emissão imediata de certidões de nascimento.

A possibilidade foi discutida por representantes da Secretaria de Saúde de Arujá, do Cartório de Registro Civil e do Instituto de Desenvolvimento de Gestão, Tecnologia e Pesquisa em Saúde e Assistência Social (IDGT) durante reunião realizada na Câmara de Arujá, no último dia 9/4, a pedido do vereador Rogério Gonçalves Pereira (PSD), o Rogério da Padaria.

Ele tomou a iniciativa de discutir a questão depois de tomar conhecimento de um caso no qual um bebê, transferido de Arujá para outro município, veio a óbito e os familiares tiveram sérias dificuldades de conseguir a liberação do corpo devido à falta do documento. “O que queremos é uma ajuda para que a criança sai da maternidade com a certidão, evitando situações como essas”, pontuou Rogério da Padaria.

Para implementar o serviço, no entanto, será necessário cumprir requisitos legais, previstos no Provimento nº 13 do CNJ, e viabilizar recursos financeiros. O custo inicial para instalação da sala varia entre R$ 15 e 20 mil, somente para a compra de equipamentos, segundo estimativa do escrevente substituto Éberti Simão Neves. Além disso, é preciso contratar um funcionário e disponibilizar uma sala exclusiva. “O cartório não tem condições de arcar com essa despesa, pois isso comprometeria o faturamento. Daí a necessidade de convênio para reembolso dos custos”, explicou ao ressaltar a importância do treinamento da pessoa designada para emissão dos documentos e a clareza sobre as responsabilidades que implicam a execução da tarefa.

Segundo a diretora da IDGT, organização social responsável pela gestão da Maternidade, Sônia Márcia Albuquerque, a unidade realiza de 70 a 80 partos mensais. Após o nascimento é emitida a chamada DNV – Declaração de Nascido Vivo – com os dados da criança para que seja feito o registro. No entanto, é comum, segundo relatou, a mãe retornar à Maternidade para realização de exames sem o registro do bebê. O contrato da IDGT não prevê a emissão de certidão.

Compromisso

A secretária de Saúde Carmen Araújo Pellegrino se comprometeu a estudar uma alternativa para realizar o serviço. Ela solicitou ao titular do Cartório o envio de um ofício com informações mais detalhadas. “Se for para melhorar a qualidade do trabalho, vamos avaliar a possibilidade”, garantiu.

Rogério da Padaria informou que acompanhará as tratativas e cobrará as ações propostas por meio de requerimento.

Também participaram da reunião os vereadores Edvaldo de Oliveira Paula (PSC), o Castelo Alemão; Edval Barbosa Paz (PSDB), o Profº Edval, e Edimar do Rosário (PRB), o Pastor Edimar de Jesus, além do oficial titular do Cartório, Albino Barbosa Neves.

O presidente do Legislativo, Reynaldo Gregório Junior (PTB), o Reynaldinho, abriu o encontro e entregou um ofício ao vereador Rogério da Padaria, no qual havia registrado o pleito.

Câmara Municipal de Arujá

Assessoria de Comunicação

www.camaraaruja.sp.gov.br

imprensa.camaraaruja@gmail.com

silmara@camaraaruja.sp.gov.br

(11) 4652-7015

Publicado em 12/04/2019

Texto: Silmara Helena

Fotos: Imprensa/CMA




Secretária de Saúde reavaliará procedimento utilizado pelo Caps para troca de receita

09 de abril de 2019 – A secretaria de Saúde pretende reavaliar os procedimentos adotados no Centro de Atenção Psicossocial (Caps) para substituição de receita destinada à compra de medicamentos de uso controlado. A medida foi anunciada pela gestora da pasta Carmen Araújo Pellegrino durante reunião realizada na terça-feira (9/4) na Câmara de Arujá a pedido do vereador Rogério Gonçalves Pereira (PSD), o Rogério da Padaria.

Conforme
relatou o parlamentar, pacientes que precisam de nova receita para a compra de remédios
são obrigados a ficar mais de quatro horas aguardando “encaixe” na agenda do
médico. “O tratamento é desumano, pois as pessoas são obrigadas a chegar às seis
da manhã, mas somente são atendidas após às 10h30”, afirmou.

Benedito “Maguila” e a secretária de Saúde Carmen Pellegrino

Segundo
Carmen, há um problema “cultural” já que os pacientes são avisados previamente
de que não serão atendidos de imediato.

A justificativa, no entanto, não convenceu Rogério da Padaria. “Se a Secretaria sabe que o paciente terá de retornar a cada dois meses para trocar a receita porque não agenda esse atendimento?”, questionou.

A
consulta com um psiquiatra na rede pública municipal é marcada com intervalos
de quatro meses, enquanto que a receita permite a compra de medicamentos para,
no máximo, 60 dias. O motivo, conforme explicou Benedito Souza Ferreira, o
Maguila, que atende no Caps, é evitar a utilização inadequada e até mesmo uma
intoxicação dos pacientes.

“A preocupação é válida, no entanto, a gestão é ruim porque temos uma demanda reprimida”, concluiu Rogério.

A
secretária informou que, além de rever o fluxo, está discutindo a possibilidade
de contratação de um novo médico psiquiatra para a rede.

Também participaram da reunião os vereadores Edimar do Rosário (PRB), o Pastor Edimar de Jesus, Edvaldo de Oliveira Paula (PSC), o Castelo Alemão, e Rafael Santos Laranjeira (PSB).

Câmara Municipal de Arujá

Assessoria de Comunicação

www.camaraaruja.sp.gov.br

imprensa.camaraaruja@gmail.com

silmara@camaraaruja.sp.gov.br

(11) 4652-7015

Publicado em 10/04/2019

Texto: Silmara Helena

Fotos: Imprensa/CMA




Laranjeira vai propor orçamento para construção de terminal de ônibus no Barreto

O
vereador Rafael Santos Laranjeira (PSB) vai propor à Prefeitura de Arujá a
construção de um Terminal Urbano de ônibus no Parque Rodrigo Barreto. Ele já
definiu o local: a área onde os coletivos já estacionam nas proximidades do
campo de futebol. “Aqui é um bom lugar”, avaliou durante visita ao bairro.

Ele
anunciou que vai propor emendas à Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) e à Lei
Orçamentária Anual (LOA) para garantir recursos à execução da obra no próximo
ano. “O terminal é uma necessidade, precisa receber atenção e esforços do poder
público a fim de viabilizá-lo”, afirmou.

A LDO 2019 deverá chegar para análise e discussão do Legislativo até 30 de abril. A peça define as prioridades da administração municipal.

Câmara Municipal de Arujá

Assessoria de Comunicação

www.camaraaruja.sp.gov.br

imprensa.camaraaruja@gmail.com

silmara@camaraaruja.sp.gov.br

(11) 4652-7015

Publicado em 10/04/2019

Texto: Silmara Helena

Fotos: Imprensa/CMA




Luiz Fernando apresenta a Prefeito proposta para agilizar manutenção em escolas

O
vereador Luiz Fernando Alves de Almeida (PSDB) entregou oficialmente ao
prefeito José Luiz Monteiro (MDB) uma proposta que pretende agilizar a execução
de serviços de manutenção nas escolas. A ideia consiste em transferir recursos
financeiros às diretoras para realização de pequenos reparos, compra de
materiais e contratação de pessoal.

“O projeto vem na linha da descentralização”, destacou Luiz Fernando acompanhado dos vereadores Rogério Gonçalves Pereira (PSD), o Rogério da Padaria, e Cristiane Araújo Pedro (PSD), a Profª Cris do Barreto.

A
iniciativa do parlamentar, aprovada em forma de anteprojeto pela Câmara
Municipal, foi bem recebida pelo prefeito. “Agora encaminharemos a matéria para
análise e detalhamento das Secretarias de Assuntos Jurídicos, Educação e
Finanças a fim de levantarmos as condicionalidades legais e práticas do projeto
que será, em seguida, encaminhado à Câmara”, afirmou o prefeito ao acrescentar
“pode criticar, mas também é importante trazer soluções. A crítica pela crítica
não constrói”.

Luiz Fernando (PSDB) entregou anteprojeto ao prefeito José Luiz; (da esq para a direta): prefeito, secretário de Desenvolvimento Econômico, Júlio Yokoyama, e o vereador

Luiz
Fernando ainda explicou que a medida é uma forma de reduzir custos e dar um
voto de confiança à direção da escola. Ele contou que a necessidade de buscar
uma alternativa para melhorar as condições de infraestrutura das unidades foi
percebida a partir das visitas feitas pela Comissão Permanente de Educação da
Câmara à rede em 2018.

No
início de 2019, pais, professores e alunos enfrentaram uma série de
dificuldades devido a problemas com falta de manutenção. Salas foram
interditadas e aulas suspensas.

O anteprojeto foi anexo à Indicação nº 3485/2019 aprovada na Sessão Ordinária de 27/3/19.

Também participaram da reunião realizada no dia 4/4 no Gabinete do Prefeito os secretários de Finanças, Caio Araújo; Educação, Priscila Sidorco; Planejamento, Juvenal Penteado e de Desenvolvimento Econômico, Júlio Yokoyama.

Câmara Municipal de Arujá

Assessoria de Comunicação

www.camaraaruja.sp.gov.br

imprensa.camaraaruja@gmail.com

silmara@camaraaruja.sp.gov.br

(11) 4652-7015

Publicado em 10/04/2019

Texto: Silmara Helena

Fotos: Imprensa/CMA




1ª Semana de Conscientização do Autismo chega ao fim aclamada pelo público

Realizada
dos dias 2 a 8 de abril, a 1ª semana de debates sobre o autismo em Arujá
mobilizou especialistas e um público de centenas de pessoas, principalmente
familiares de autistas e estudantes da rede estadual de ensino.

Com
um total de 18 palestrantes como terapeutas, psicólogos, advogados, militantes,
presidentes de associações, familiares de autistas ou autistas leves, o evento
lotou as galerias da Câmara em praticamente todos os dias de realização.

Na
abertura, em 2/4, o evento contou com a participação de diversas autoridades,
dentre elas, o prefeito José Luiz Monteiro (MDB), a secretária de Educação
Priscila Sidorco, a vereadora organizadora do evento, Ana Cristina Poli (PR), o
Presidente da Câmara Reynaldo Gregório Jr., o Reynaldinho, e os vereadores
Rogério Gonçalves Pereira (PSD), o Rogério da Padaria, Abel Franco Larini (PR),
o Abelzinho, Edimar do Rosário (PRB), o Pastor Edimar de Jesus, além de Marcelo
José de Oliveira (PRB), o Dr. Marcelo Oliveira.

Na
quarta-feira (3/4), a Semana do Autismo teve palestras com os temas “Como
identificar o autismo”, técnicas de integração com profissionais, pais,
familiares e sociedade em geral, além de depoimentos e casos de sucesso.

Na quinta-feira (4/4), as palestras versaram sobre os direitos das pessoas com autismo “Da Legislação à aplicação de mecanismos na prática do atendimento”, CRAS, CREAS e as políticas das Secretarias de Saúde e de Assistência Social de Arujá.

Na
sexta-feira (5/4), o evento contou com a apresentação teatral do Cia. Toa de
Teatro encenando a peça “O Pequeno Príncipe no Planeta Azul”, espetáculo
assistido por centenas de crianças.

No dia que marcou o encerramento do evento, em 8/4, houve palestras abordando boas práticas aplicadas ao autismo, debate sobre a importância de políticas públicas e do incentivo às capacidades de cada autista.

Embora
233 tenham assinado a lista de presença, ao menos em dois dias houve a presença
maciça de estudantes da rede estadual de ensino que não registraram
oficialmente a presença.

Iniciativa ovacionada

Autora
da Lei Municipal nº 3080/2018 que determina a realização do evento, a vereadora
Ana Cristina Poli (PR) recebeu diversos elogios ao longo de toda a programação,
tanto de palestrantes como de familiares e participantes do evento.

Integrantes
do movimento GAPAA (Grupo de Apoio a Pais de Autistas de Arujá) atribuíram ao
esforço da vereadora a realização do evento.

O vereador Luiz Fernando Alves de Almeida (PSDB), presente ao evento de encerramento, também exaltou o trabalho da vereadora. “O trabalho que merece ser honrado deve sê-lo”, disse ao incitar uma salva de palmas da plateia à parlamentar.

Câmara Municipal de Arujá

Assessoria de Comunicação

www.camaraaruja.sp.gov.br

imprensa.camaraaruja@gmail.com

renan@camaraaruja.sp.gov.br

(11) 4652-7000 / 7067

Publicado em 09/04/2019

Texto: Renan Xavier

Fotos: Imprensa/CMA