Avanço do Rodoanel preocupa vereadores

09out
image_pdfimage_print

Obra ainda é pauta de debates

Os impactos das obras do Rodoanel em Arujá ainda são causa de preocupação na Câmara de Vereadores. Os parlamentares cobram medidas mais efetivas de compensação ambiental e de redução de danos aos moradores do entorno, principalmente, no Jardim Emília – na divisa com a cidade de Guarulhos – onde está sendo construído um dos quatro acessos previstos ao Rodoanel na intersecção com a Rodovia Presidente Dutra (BR-116).

Na sessão legislativa ocorrida em 29 de setembro, o vereador Renato Bispo Caroba (PT) solicitou à Mesa Diretora que encaminhasse questionamento à SPMar e à Artesp sobre possíveis mudanças no traçado que poderão resultar na desativação da unidade de saúde do bairro e mais desapropriações. “Precisamos saber se será mantido o traçado aprovado nas audiências públicas ou se haverá alteração, sem discussão, porque o município não poderá aceitar que se faça esta mudança sem debate”, salientou Caroba. Segundo ele, “como já havia sido alertado nas audiências públicas, o Rodoanel não é só maravilhas, mas também muita desgraça”.

Segundo a assessoria de imprensa da SP Mar, a empresa já apresentou alternativas de traçado a fim de evitar a demolição da UBS. “A equipe de engenharia da concessionária teve reuniões com o secretário de obras, planejamento e saúde de Arujá/SP para discutir este assunto e propuseram algumas alternativas de traçado para evitar a demolição da UBS”.

Renato Caroba também já havia protocolado requerimento cobrando projeto de recuperação ambiental das áreas afetadas pelo Rodoanel. A SP Mar informou, por meio da assessoria de imprensa, que “a compensação ambiental de toda a supressão vegetal do Trecho Leste do Rodoanel está toda contemplada no edital de licitação, aprovada e acompanhada pelos órgãos estaduais e federais responsáveis, como é o caso da CETESB e do IBAMA”.

Cerca de três quilômetros do trecho Leste do Rodoanel passam pelo território de Arujá. As obras estão a todo vapor e cerca de 1.200 trabalhadores são mantidos nos canteiros para garantir o término desta última fase. Do total de 44 quilômetros de extensão, 87% já foram concluídos com a entrega, em julho deste ano, dos 38 quilômetros compreendidos entre a avenida Papa João XXIII, em Mauá, e a Rodovia Ayrton Senna (SP-70), em Itaquaquecetuba.Os cinco quilômetros restantes estão justamente em Arujá.

O vereador Edvaldo de Oliveira Paula (PTB), o Castelo Alemão, apresentou indicação sugerindo a criação de uma via alternativa no Jardim Emília com o intuito de evitar mais desapropriações. Ele explicou que se a Prefeitura fizer uma rua ligando a Oscar Schiavon com a Nicolau, na altura do número 319, há possibilidade de redução das remoções. “Há muito tempo estou fazendo alertas sobre a questão do Rodoanel em nosso município, pois ainda temos problemas a serem resolvidos”, salientou.

Arujá também será afetada pelo trecho norte do Rodoanel – que fará intersecção com a parte leste na rodovia Presidente Dutra – e terá 44 quilômetros de extensão interligando os trechos oeste e leste e possibilitando mais uma opção de acesso viário ao Aeroporto Internacional de Guarulhos. As obras estão orçadas em 5,8 milhões e o trajeto terá sete túneis e 111 pontes. São Paulo e Guarulhos são os outros dois municípios atingidos pela obra.

Veja íntegra do pronunciamento do vereador Renato Caroba:  

 https://www.youtube.com/watch?v=OLI6GYHs_WA

 

 

Câmara de Arujá

Assessoria de Comunicação

4652-7015
Publicado em 09/10/2014