Balanço: Vereadores dobram cobrança sobre iluminação pública em 2018

08jan
image_pdfimage_print

A Câmara de Arujá registrou, em 2018, quase o dobro de proposituras solicitando melhorias no sistema de iluminação pública ao Poder Executivo com relação a 2017. No ano passado, os vereadores protocolaram 416 indicações, requerimentos e moções relacionados ao tema; em 2017, foram 210. Os números constam de levantamento realizado no site do Legislativo.

Embora nem sempre sejam atendidas pelo Poder Executivo, as indicações e requerimentos são ferramentas fundamentais para a atuação dos vereadores. É por meio dessas proposituras que os membros do Legislativo garantem a comunicação das demandas da população à Prefeitura, que é o órgão público responsável pela execução das melhorias.

Em dezembro, por exemplo, a empresa Elektro, concessionária do serviço de iluminação pública no município, atendeu a um apelo do vereador Gabriel dos Santos (PSD) e do prefeito José Luiz Monteiro (MDB) para implantação de um ponto de iluminação na altura da passarela do km 201,7 da rodovia Presidente Dutra (BR 116). Até então, diversos moradores do bairro que faziam a travessia queixavam-se da escuridão do entorno da passarela, situação que facilitaria a ação de criminosos.

Repúdio

Além das indicações e requerimentos, a Câmara aprovou em maio uma Moção de Repúdio (nº 83/2018) à Elektro. A proposta foi de autoria da vereadora Cristiane Araújo Pedro (PSD), a Profª Cris do Barreto. Na ocasião, a parlamentar relacionou a precariedade do serviço ao crescimento dos índices de criminalidade em Arujá. “A empresa deveria prestar o serviço com a mesma eficiência com que cobra as taxas de iluminação dos munícipes”, sugeriu na época.



Câmara Municipal de Arujá

Assessoria de Comunicação

www.camaraaruja.sp.gov.br

imprensa.camaraaruja@gmail.com

renan@camaraaruja.sp.gov.br

(11) 4652-7000 / 7067

Publicado em 08/01/2019

Texto: Renan Xavier

Fotos: Imprensa/CMA