Caroba propõe Comissão Especial para tratar de problemas com iluminação pública em Arujá

28maio
image_pdfimage_print

O vereador Renato Bispo Caroba (PT) propôs a formação de uma Comissão Especial do Legislativo para tratar dos problemas de iluminação pública em Arujá – uma reclamação recorrente da população.

“Os vereadores já se reuniram com a Elektro, com o secretário de Serviços da Prefeitura e o fato é que não conseguimos dar uma resposta à sociedade. É absurda esta situação e não dá para assistir isso, sem se movimentar”, argumentou Caroba durante pronunciamento na Sessão Ordinária de 22/5. Segundo ele, o morador de Arujá tem sido penalizado, pois paga a conhecida “taxa da luz” sem ter um serviço adequado. “O arujaense não tem sequer onde reclamar. Se liga para a Elektro manda ligar na Prefeitura; e na Prefeitura não tem quem responda”, pontuou.

Caroba baseou o pedido de constituição da Comissão feito ao Presidente do Legislativo, Reynaldo Gregório Junior (PTB), o Reynaldinho, no artigo 64 do Regimento Interno que diz: As Comissões Especiais têm por finalidade, o estudo e verificação de fatos especiais a critério do Plenário.

A expectativa é de que a Comissão consiga, a partir de levantamento de dados e informações estatísticas, até mesmo no que diz respeito às proposituras apresentadas pelos vereadores, elaborar um relatório detalhado da situação e encaminhar ao Ministério Público.

“É ridícula a passividade da Prefeitura considerando a existência de liminar do Tribunal de Justiça que obriga a concessionária a manter o serviço”, criticou o parlamentar ao complementar: “A cidade está às escuras e não somente o Gabinete do Prefeito, onde não se enxerga nada”, ironizou.

Apoio

Pelo menos cinco vereadores manifestaram apoio à proposta de Renato Caroba. Gabriel dos Santos (PSD), Luiz Fernando Alves de Almeida (PSDB) e Sebastião Vieira de Lira (PSDC), o Paraíba Car, se dispuseram a integrar a Comissão.

“Pela quinta vez solicito a esta Presidência que marque reunião com Milton Pontes, gerente da Elektro. Ocorre que ele não vem aqui, mas vai à Prefeitura. Daí todos saem sorrindo na foto publicada no jornal enquanto a população fica chorando”, alfinetou Gabriel. Ele confirmou ter recebido mensagem da empresa de que estaria com dez equipes na cidade realizando manutenção em lâmpadas. “Mas a população continua sendo prejudicada.”.

Luiz Fernando confirmou seu apoio à formação da Comissão e salientou a importância da iniciativa. “Acredito muito no poder de articulação, ação e resolução da Câmara a exemplo do que ocorreu na UBS da Vila Pilar cuja obra estava parada há mais de um ano e, após a intervenção do Legislativo, os trabalhos avançaram e a unidade foi entregue. As reclamações em relação à iluminação são recorrentes, inclusive, nas reuniões do Conseg que acompanho”, afirmou o parlamentar que integra a Comissão Permanente de Segurança Pública da Casa.

Ana Cristina Poli (PR) defendeu a realização de uma reunião com o Aneel (Agência Nacional de Energia Elétrica) “a fim de se buscar um denominador comum” e Paraíba Car se dispôs a contribuir com o debate. Integrante da Comissão de Fomento Econômico, o parlamentar relatou dificuldades de empresas da cidade em conseguir aumento de carga para ampliação da produção. “Isso está prejudicando a geração de emprego e renda na cidade”, afirmou. Ele solicitou ao Presidente que coloque para análise do Plenário, projeto de sua autoria em que propõe a revogação da “taxa da luz”.

O presidente afirmou que fará o levantamento (do projeto) e chamou a atenção para o fato de existirem outros na mesma linha.

Sobre a situação da iluminação confirmou ser favorável à proposta de Caroba e reforçou as críticas à Elektro. “Não entrega o que promete”, pontuou Reynaldinho ao ratificar as reclamações do setor produtivo da cidade sobre a atuação da concessionária.


Câmara Municipal de Arujá

Assessoria de Comunicação

www.camaraaruja.sp.gov.br

imprensa.camaraaruja@gmail.com

silmara@camaraaruja.sp.gov.br

(11) 4652-7015

Publicado em 28/05/2019

Texto: Silmara Helena

Fotos: Imprensa/CMA