Caroba retomará cobrança à Sabesp para conclusão da rede de esgoto do Jardim Real

31jan
image_pdfimage_print

O vereador Renato Bispo Caroba (PT) retomará este ano as cobranças à Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo (Sabesp) a fim de viabilizar a instalação da rede de esgoto no Jardim Real. O bairro é cortado pelo córrego Caputera, afluente do rio Tietê, e o curso d’água tornou-se um esgoto a céu aberto. A instalação da rede é essencial pois possibilitará a sua recuperação e melhor qualidade de vida aos moradores.

“Sem a rede a população perde e a cidade também, pois o bairro poderia ter uma importante área verde de preservação ambiental e dos recursos hídricos”, explicou Caroba.

Caroba explica aos diretores da Sabes situação do bairro Jardim Real

Ele esteve em uma reunião no escritório da Sabesp em Suzano em dezembro do ano passado acompanhado do deputado estadual Alencar Santana (PT) e de uma comissão de moradores do Jardim Real. O encontro não produziu os resultados esperados, principalmente, pelo fato de a diretoria da estatal informar que eles não possuíam quaisquer informações sobre o andamento da obra. O engenheiro Eduardo Camargo Afonso explicou que a empresa somente atua após a entrega definitiva do serviço e dados sobre contratos eram de responsabilidade de outro setor.

A execução da rede de esgoto do Jardim Real, assim como a do bairro Via Dutra, é uma promessa antiga do governo do Estado a Arujá e depende do término da construção do coletor-tronco do Caputera. A obra foi anunciada em 2013 e vem enfrentando vários problemas ao longo de sua execução. Uma das pendências refere-se à necessidade de autorização do Departamento Nacional de Trânsito e do Departamento de Estradas e Rodagem (DER) para a transposição de  uma das tubulações sob as rodovias Presidente Dutra (BR 116) e Pedro Eroles (SP-88), a Mogi Dutra.

Parlamentar esteve em Suzano acompanhado do deputado estadual Alencar Santana e de comissão de moradores do Jardim Real

Caroba reforçou aos diretores a necessidade de agilizar os serviços. O vereador também lembrou que o prazo do acordo firmado entre a Sabesp, a Prefeitura de Arujá e o Ministério Público, por meio de Termo de Ajustamento de Conduta (TAC), expirou em dezembro de 2016. O TAC exigia a expansão da rede para o Real e o Jardim Via Dutra.

De acordo com informações da Sabesp, a conclusão das obras do coletor permitirá o tratamento de 100% do esgoto produzido em Arujá e a despoluição de córregos.

“Vamos buscar uma nova agenda com a Sabesp em São Paulo e unir forças para garantir e agilizar esta demanda. É inaceitável que os moradores não tenham acesso ao saneamento básico em pleno século 21”, pontuou Caroba. Também participaram da reunião os moradores Geraldo Pereira Ramos, Heleno José de Oliveira, Maria Rosângela Nunes Vieira, Maria José Paula da Silva e Francisco José Vieira, além dos assessores parlamentares Cosmo Leandro Chaves e José Genilson.

 

 

 

 

 

 

 

Assessoria de Comunicação

www.camaraaruja.sp.gov.br

imprensa.camaraaruja@gmail.com

imprensa@camaraaruja.sp.gov.br

(11) 4652-7015

Publicado em 31/01/2018

Fotos: Imprensa/CMA