Criança que comoveu Arujá dá nome a rua no Jardim Leika

23fev
image_pdfimage_print

Nicolas Barbosa da Silva passou a ser o nome da rua que liga a Avenida Dutra com a Rua Tomi Miura, no bairro Jardim Leika, em Arujá, próximo ao conjunto habitacional. O homenageado faleceu em 2018, com apenas três anos, vítima de complicações cardíacas. Na época, sua luta contra a doença, marcada pela espera por um órgão para transplante, comoveu Arujá e mobilizou diversas campanhas solidárias.

A história sensibilizou os vereadores Reynaldo Gregório Junior (PTB), o Reynaldinho, e Paulo Henrique Maiolino (PSD), o Paulinho Maiolino, que propuseram no final de 2019 a homenagem. A propositura foi aprovada por unanimidade pelo Plenário e sancionada em março de 2020 pelo Executivo.

Nesta terça-feira (23/02), os vereadores autores do projeto foram ao local acompanhados da mãe de Nicolas, a operadora de máquinas Erika Vanessa Barbosa, de 38 anos. “Não tenho palavras para descrever minha gratidão à Câmara. Estou muito emocionada com a homenagem”, disse.

Os vereadores Rafael Laranjeira (Rede), José Genilson da Silva (PT), o Genilson Moto, Divinei da Silva (PL) e Samoel Maia de Oliveira (Republicanos) também acompanharam a comitiva no Leika.

Justificativa

De acordo com a justificativa da propositura, Nicolas nasceu em 2015, após uma conturbada gestação. Ainda na oitava semana, a família fora alertada sobre problemas graves no coração do bebê, que teria de passar por uma cirurgia. A partir dos cinco meses de vida, Nicolas passaria por uma cirurgia e sofreria uma parada cardíaca. A criança, contudo, se recuperou e levou uma vida relativamente normal até os dois anos e meio, quando apresentou novas complicações cardíacas. Então, entrou para a fila de transplante, aguardando por um novo coração.

Nesse meio tempo, sua história foi divulgada na imprensa local e regional, tendo como mote a campanha Todos juntos pelo Nicolas, através da qual eram feitos apelos e pedidos de orações pelo pequeno paciente. Houve forte mobilização social. Fatalmente, em outubro de 2018, Nicolas morreu após sucessivas paradas cardíacas.

Assessoria de Comunicação

imprensa@camaraaruja.sp.gov.br

renan@camaraaruja.sp.gov.br

(11) 4652-7000 / 7067

Texto: Renan Xavier

Fotos: Imprensa/CMA

23/02/2021