Insatisfeito, Rogério da Padaria promete recorrer ao Ministério Público para resolver situação das escolas

28nov
image_pdfimage_print

O vereador Rogério Gonçalves Pereira (PSD), o Rogério da Padaria, afirmou que recorrerá mais uma vez ao Ministério Público (MP) para resolver os problemas de manutenção nas escolas municipais de Arujá.

O parlamentar ficou visivelmente insatisfeito com os resultados da reunião pública realizada no último dia 22/11 para a qual havia convocado os secretários de Obras, Flávio Augusto Ferrari de Senço, e de Educação, Maria Goretti Alencar Aguiar justamente para discutir as dificuldades da administração municipal em viabilizar obras e reformas nas unidades.

22.11.16_Rogerio_convoca_2

Rogério da Padaria durante reunião de convocação dos secretários

22.11.16_Flavio_Senco

Flávio de Senço, atual secretário de Obras

Maria Goretti se ausentou em razão do falecimento de um familiar e, por ofício, chegou a propor outra data para comparecer ao Legislativo. A proposta não foi aceita por Rogério que solicitou providências à Secretaria Jurídica da Casa. “Entendo os motivos da secretária. Mas vou exigir explicações sobre o fato de não ter vindo sequer um representante. Isso é falta de respeito com o Legislativo”, afirmou ao citar a obrigatoriedade do comparecimento do secretário convocado em um prazo de 15 dias conforme determina a Lei Orgânica do Município (LOM).

Rogério disse que o objetivo da convocação era discutir o “abandono das escolas”. Em 2013, em conjunto com o vereador Júlio Taikan Yokoyama (PSDB), o Júlio do Kaikan, ele visitou todas as escolas e elaborou relatório minucioso sobre a situação de cada uma. O documento foi entregue ao prefeito Abel José Larini (PR) e ao MP.

22.11.16_Rogerio_convoca_1

Na galeria, o vereador eleito Edimar de Jesus (na ponta) junto com pais e professores

Passados três anos, o vereador alega que muitos dos problemas continuam sem solução.

22.11.16_Cris

Cris do Barreto durante audiência

Flávio de Senço, que atendeu a convocação, não se furtou em responder as questões elaboradas por Rogério da Padaria e pelo público. Ele chegou a listar uma série de obras e ações executadas pela Secretaria de Educação.  No entanto, admitiu não ter conhecimento do planejamento completo da pasta e de algumas situações específicas abordadas durante a reunião  pelos participantes.

Para ele, a solução está na contratação pela Educação de uma empresa para cuidar exclusivamente da manutenção dos prédios escolares. “Os funcionários da Prefeitura são poucos e deveriam ser destinados apenas para realização de serviços corriqueiros e pontuais. Caberia à Educação ter sua própria equipe”, afirmou Flávio de Senço.

Primeiro secretário da Mesa, Edvaldo de Oliveira Paula (PSC), o Castelo Alemão, participou da audiência e destacou a necessidade de a Prefeitura construir uma escola na região do Jordanópolis – uma antiga reivindicação dos moradores.

Cerca de 30 pessoas compareceram à reunião no plenário Vereador João Godoy. Dois vereadores eleitos para a Legislatura 2017-2020 também prestigiaram a atividade: Edimar do Rosário (PRB), o Edimar de Jesus, e Cristiane Araújo Pedro (PSD),a  Prof. Cris do Barreto.

 

Câmara de Arujá

Assessoria de Comunicação

imprensa@camaraaruja.sp.gov.br

4652-7015

Publicado em 28/11/2016