Legislativo cobra melhor atendimento de Caixa Econômica a clientes

18dez
image_pdfimage_print

Em reunião realizada na sexta-feira (15/12) com o gerente geral da agência da Caixa Econômica Federal Cássio Andrade de Almeida os vereadores cobraram mais respeito do banco com os clientes e melhorias efetivas no atendimento. O longo tempo de espera, as filas que se estendem até a avenida Antônio Afonso de Lima, além das poucas máquinas de autoatendimento instaladas na agência do Centro localizada em frente à Praça Benedito Ferreira Franco, a conhecida Praça do Coreto, foram alguns dos assuntos abordados pelos parlamentares. O encontro ocorreu na sede do Poder Legislativo.

“A situação está insustentável”, afirmou o vereador Edvaldo de Oliveira Paula (PSC), o Castelo Alemão, que já havia cobrado a presença de um representante da instituição bancária na Câmara. Na Sessão Ordinária da última segunda-feira (11/12), Castelo chegou a dizer que em protesto à situação dos clientes – obrigados a enfrentar este tipo de situação para utilizar os serviços bancários – havia decidido cancelar sua conta corrente no banco.

Cássio Andrade debate situação do atendimento a clientes da Caixa em reunião

O Plenário também aprovou Moção de Apelo (nº 62/2017) de autoria do vereador Abel Franco Larini (PR), o Abelzinho, na qual o Presidente da Casa critica a Caixa e pede à Superintendência providências urgentes para a solução do problema. “É notório que a Caixa não está cumprindo a Legislação submetendo as pessoas a situações desumanas”, afirmou o parlamentar em sua propositura.

“Passo ali todos os dias e vejo o sofrimento de quem é obrigado a esperar”, testemunha o vereador Edval Barbosa Paz, (PSDB), o Professor Edval.

O vereador Luiz Fernando Alves de Almeida propôs mais investimento em tecnologia para evitar as filas. “Precisamos buscar caminhos e construir uma alternativa, inclusive, envolvendo o gerente da outra agência”, sugeriu.

Renato Bispo Caroba (PT) salientou que a insistência de as pessoas em ficar na fila não é porque querem. “O fato é que se voltarem no outro dia, elas ficarão ali do mesmo jeito”.

Castelo Alemão cobra solução para problema que se arrasta há tempos

O gerente da Caixa Cássio Almeida garantiu que as preocupações dos vereadores são também as dele. Ele reconheceu as dificuldades. “A realidade é que a estrutura física é inadequada. Estamos buscando um prédio maior, pois este não comporta o número de clientes”, confessou. Segundo ele, a mudança ainda não foi feita porque os prédios encontrados estão distantes do Centro. “Queremos um imóvel que esteja próximo das pessoas”.

Enquanto a busca por um novo espaço físico prossegue, Cássio anunciou que três novos funcionários foram transferidos para Arujá a fim de reforçar o quadro de pessoal e o setor de autoatendimento será ampliado e modernizado ainda este ano.

Rafael Santos Laranjeira (PSB) comentou sobre a possibilidade de ampliar o número de correspondentes da Caixa nos bairros. “Seria uma forma de reduzir o número de clientes que precisam fazer pagamento de boletos nas agências do Centro”.

Edimar do Rosário (PRB), o Pastor Edimar de Jesus, criticou a falta de funcionários. “Às vezes tem apenas um atendente, mesmo com espaços disponíveis”.

Os vereadores agradeceram a Cássio Andrade pela presença, mas adiantaram que irão encaminhar as reivindicações à Superintendência e agendar uma reunião conjunta com o gerente da outra unidade para alinhar as propostas.

Também compareceram os vereadores Marcelo José de Oliveira (PRB), o Dr. Marcelo Oliveira, Ana Cristina Poli (PR), a Ana Poli, Cristiane Araújo Pedro (PSD), a Profª Cris do Barreto, Gabriel dos Santos (PSD) e Sebastião Vieira de Lira (PSDC), o Paraíba Car.

 

 

 

 

Assessoria de Comunicação

www.camaraaruja.sp.gov.br

imprensa.camaraaruja@gmail.com

imprensa@camaraaruja.sp.gov.br

(11) 4652-7015

Publicado em 18/12/2017

Fotos: Imprensa/CMA