Legislativo propõe Moção de pesar pelo falecimento de líder religioso

07ago
image_pdfimage_print

Pastor Antônio Gilberto falecido em 30 de julho

A Câmara de Arujá apresentou uma Moção de Pesar (nº 92/2018) pelo falecimento do pastor Antonio Gilberto da Silva aos 91 anos de idade. A propositura de autoria do vereador Gabriel dos Santos (PSD) recebeu apoio de todos os demais parlamentares presentes à 63ª Sessão Ordinária, realizada em 1º de agosto. O líder religioso faleceu no dia 30 de julho.

“O pastor Antonio Gilberto tinha uma visão além de seu tempo. Dedicou-se ao ensino da Palavra em uma época em que as Assembleias de Deus necessitavam de obreiros mestres. Graças aos seus esforços nessa área, hoje a Escola Dominical no Brasil é uma das reuniões mais concorridas em nossas igrejas”, salientou o autor da homenagem, vereador Gabriel.

Pastor Antônio Gilberto nasceu em 1927 e converteu-se ao protestantismo aos 14 anos de idade. Sua biografia foi marcada por uma longa trajetória de fé, conforme destacou Gabriel. Em 1976, após anos dedicados ao serviço militar, foi ordenado pastor, no mesmo ano em que que foi convidado pelo missionário norte-americano Bernhard Johnson para fazer parte do projeto da Escola de Ensino Teológico das Assembleias de Deus.

O religioso ainda foi membro do Conselho Mundial de Evangelismo do Congresso de Lausanne, na Suíça, e integrava a diretoria da Sociedade Bíblica do Brasil. Também foi membro da diretoria da Global University, nos Estados Unidos, a partir de 1999. Era fluente em nove idiomas e foi autor de 30 livros, recebendo em 1997 o prêmio Personalidade Literária da Associação Brasileira de Editores Cristãos (Abec).

 

 

 

 

Câmara Municipal de Arujá

Assessoria de Comunicação

www.camaraaruja.sp.gov.br

imprensa.camaraaruja@gmail.com

imprensa@camaraaruja.sp.gov.br

(11) 4652-7015

Texto: Renan Xavier

Fotos: Imprensa/CMA

Publicado em 07/08/2018