Menos de 1% do orçamento da Educação foi destinado à manutenção de escolas no 3º quadrimestre de 2019

04mar
image_pdfimage_print

Após a Prefeitura de Arujá suspender o retorno das aulas no início deste ano letivo devido às fortes chuvas – e eventuais precariedades na infraestrutura das unidades escolares – a pasta de Educação informou, em audiência pública realizada na Câmara Municipal em 27/02, que apenas 0,98% dos investimentos no 3º quadrimestre do ano passado foi usado na manutenção das escolas e creches. No período, foram gastos R$ 444.008,23 para este fim.

De acordo com o secretário adjunto David Mendes, no período a pasta empenhou R$ 37.026.809,97 e gastou efetivamente R$ 45.472.248,78.

A maior fatia dos investimentos foi destinada aos gastos com pessoal, que totalizaram R$ 32.682.405,63 (71,87%). O gasto com transporte escolar correspondeu a R$ 26.816,15 (0,06%) e alimentação escolar, R$ 943.789,46 (2,08%).

Na aba “pagamentos de períodos anteriores”, a pasta informou ter gasto R$10.418.844,55 (22,91% do orçamento). “Essa é a diferença entre o empenhado e o pago”, justificou o adjunto ao ser interpelado pelo vereador Edval Barbosa Paz (PSDB), o Profº Edval.

A audiência pública da Educação prestou contas sobre a aplicação do dinheiro no setor entre os meses de setembro a dezembro de 2019, em atendimento à Lei Municipal 3.049, de 31 de agosto de 2018, que instituiu o Sistema Municipal de Ensino de Arujá.

Além do Profº Edval, participou do evento o vereador Julio Taikan Yokoyama, o Julio do Kaikan, também do PSDB. Nenhum munícipe compareceu à audiência.

Assessoria de Comunicação

imprensa@camaraaruja.sp.gov.br

renan@camaraaruja.sp.gov.br

(11) 4652-7000 / 7067

Texto: Renan Xavier

Fotos: Imprensa/CMA