Município decreta luto oficial pela morte de Luiz Bananeiro

28jun
image_pdfimage_print

Familiares, amigos e autoridades públicas despediram-se na manhã desta quinta-feira (28/6) de Luiz Alves, popularmente conhecido como Luiz Bananeiro, vice-prefeito do município de Arujá por quatro mandatos durante os governos do ex-prefeito Abel Larini.

Bandeira de Arujá fica a meio-mastro por conta do falecimento de Luiz Bananeiro. Prefeito decreta luto oficial por três dias. Foto: Imprensa/CMA

Luiz Bananeiro faleceu ontem (27/6) aos 82 anos no Hospital IGESP, na capital, vítima de choque hemorrágico causado por uma cirurgia de emergência. Ele havia sido internado no domingo (24/6) para tratar de um coágulo sanguíneo (trombo) na perna.

O velório teve início ainda pela madrugada no Salão Nobre Francisco Rodrigues de Ávila na Câmara Municipal, onde o corpo permaneceu até o início da tarde. A cerimônia de cremação está prevista para as 20h na Vila Alpina, capital paulista.

O prefeito José Luiz Monteiro (MDB) decretou no início da tarde luto oficial por três dias no município. Durante a solenidade, a bandeira da cidade é hasteada a meio mastro em todas as repartições públicas.

Trajetória política

Abel Larini, ex-prefeito de Arujá, que teve Luiz Bananeiro como vice-prefeito durante quatro gestões. Foto: Imprensa/CMA

Luiz Bananeiro iniciou sua vida política em Arujá como vereador em 1992 durante a 8ª Legislatura tendo uma atuação de destaque na área da Saúde. Foi eleito vice-prefeito pela primeira vez em 1996 ao lado de Abel Larini e repetiu a dobradinha em outras três eleições: 2000, 2008 e 2012.

Em 2014, recebeu o Título Honorífico de Cidadão Arujaense da Câmara de Arujá por iniciativa do então vereador Wilson Ferreira da Silva, o Dr. Wilson.

Nascido na Capital e casado há mais de 50 anos com Dona Nadir Alves, 75, Luiz Bananeiro deixa ainda três filhos e quatro netos.

Depoimentos

Presente ao velório, o ex-prefeito Abel Larini descreveu Luiz Bananeiro como uma figura paternal. “Íntegro, leal, probo, uma pessoa pública digna e, pessoalmente, um pai para mim. Briguento, mas sempre amoroso”, resumiu o ex-prefeito – que durante os quatro mandatos que esteve no comando do município teve Luiz como seu vice. Abel ainda destacou a atuação do antigo companheiro na Saúde, relembrando suas visitas diárias ao Pronto Atendimento (PA) do Barreto, onde acompanhava de perto a demanda e a qualidade do atendimento ao público.

A esposa Nadir Alves destacou o orgulho que a família sempre teve de Luiz Bananeiro e de sua trajetória pública na cidade. “Foi um pai maravilhoso, uma referência de carinho e alegria para todos da família”. Tal carisma, segundo a mulher, rendeu a Bananeiro outro apelido pelas ruas da cidade: beijoqueiro. Isso devido ao fato de sempre cumprimentar com beijos e abraços todos os munícipes e amigos.

Nadir Alves, viúva de Luiz Bananeiro: uma referência de carinho para toda a família. Mais ao fundo, Flora Larini. Foto: Imprensa/CMA

O prefeito José Luiz Monteiro enalteceu a postura de vice-prefeito atuante de Luiz Bananeiro, que ele destaca ter sido seu vizinho durante alguns anos. “Mas a característica mais marcante e que nos deixará mais saudade foi seu humanismo e dedicação às questões sociais”, destaca.

O presidente da Câmara, Abel Franco Larini (PR), o Abelzinho, ressaltou a relevância política de Bananeiro para o município. “Luiz fez parte da história política de minha família. Cativou a todos com sua amizade, companheirismo, fidelidade e comprometimento com as causas sociais. Certamente é um exemplo de homem público a ser seguido”, exaltou.

O secretário municipal de Governo e de Serviços, Leandro Larini, destacou Bananeiro por sua retidão e dedicação ao interesse público.

Já o ex-vereador arujaense por duas legislaturas Alberto José Preto, hoje com 82 anos, relembrou que o ex-vice-prefeito ajudou na construção do prédio da Câmara, quando ambos ocupavam cadeiras no Legislativo municipal, em 1994. “Foi um grande aprendizado trabalhar ao lado dele”, disse.

Diversos vereadores da atual legislatura estiveram presentes na despedida e pontuaram as virtudes do ex-vice-prefeito. “Figura ímpar, um grande homem de família que trouxe para vida pública seu exemplo de integridade na vida privada”, destacou Reynaldo Gregório Júnior (PTB), o Reynaldinho. Edvaldo de Oliveira Paula (PSC), o Castelo Alemão, exaltou a humildade de Bananeiro, enquanto Ana Cristina Poli (PR), a Ana Poli, relembrou o tempo em que trabalharam juntos. “Fomos vereadores na mesma gestão e tínhamos muita afinidade. Ele era muito querido pelo povo e sua morte foi, sem dúvida, uma grande perda para a cidade e para todos que, como eu, puderam conviver com ele”.

 

 

 

 

Câmara Municipal de Arujá

Assessoria de Comunicação

www.camaraaruja.sp.gov.br

imprensa.camaraaruja@gmail.com

imprensa@camaraaruja.sp.gov.br

(11) 4652-7015

Fotos: Imprensa/CMA

Publicado em 28/06/2018