Município financia parte da estrutura de segurança pública estadual

20jan
image_pdfimage_print

Assim como outros municípios do Estado de São Paulo, Arujá financia parte da estrutura de segurança pública do governo estadual existente na cidade. Somente no período de janeiro a novembro de 2014, a Prefeitura destinou R$ 280 mil de seu orçamento para custear pró-labore, manutenção de viaturas, locação de imóvel para a Polícia Militar e pagamento de contas de água, luz e telefone. O levantamento foi feito pela Prefeitura a pedido do vereador Rogério Gonçalves Pereira (PT), o Rogério da Padaria.

“Há uma inversão na lógica de financiamento da segurança pública, pois o município é obrigado a bancar órgãos do governo do Estado, quando deveria ser ao contrário: o Estado financiar e propor ações de combate à violência, utilizando o seu orçamento”, salientou Rogério da Padaria que cobrar uma ação mais efetiva da Secretaria Estadual de Segurança Pública na elaboração e execução de um plano estratégico para redução dos índices de criminalidade na cidade. “Poderia existir uma parceria, mas a realidade de hoje é diferente, pois há uma exploração dos recursos do município, inclusive em outras áreas, para suprir a omissão e a deficiência do governo estadual”. Guarda_editada

A falta de segurança tem sido assunto recorrente nas sessões da Câmara de Arujá. Propostas como a criação da Secretaria Municipal de Segurança Pública, a reestruturação da guarda municipal – com criação de plano de carreira, aumento do efetivo e disponibilização de armas – ampliação do número de câmeras de monitoramento, além de realização de audiências públicas integram o debate feito no Legislativo e que pretende alcançar outras esferas públicas.

De acordo com informações da Secretaria Estadual de Segurança Pública, em 2013 foram registradas 2280 ocorrências em Arujá. No ano passado, sem inclusão dos dados de dezembro, foram 2007 ocorrências. Os três crimes com maior incidência na cidade são furto, roubo e lesão corporal dolosa.
Em 2013 as ocorrências de furtos lideraram as estatísticas – foram 779; seguido de roubo – 432 ocorrências e lesão corporal dolosa – 371; no ano passado, furto continuou na liderança com 582 ocorrências, seguido de lesão corporal dolosa 353 e roubo com 343 registros.

Câmara de Arujá
Assessoria de Comunicação
4652-7015
imprensa@camaraaruja.sp.gov.br
Publicada em 20/01/2015