Natureza em Chamas: abertura de mostra fotográfica conta com a participação de estudantes e autoridades municipais

18set
image_pdfimage_print

Cerca de 60 estudantes da Escola Municipal da Penhinha prestigiaram, na terça-feira (17/09), a abertura oficial da mostra fotográfica Natureza em Chamas – 4ª promovida pela Câmara neste ano. A coletânea de 18 imagens retrata os efeitos devastadores das queimadas na fauna amazônica a partir das lentes do fotógrafo Sérgio Roberg. A exposição ficará aberta à visitação até o dia 1º de outubro.

O evento de abertura foi conduzido pelo vereador e 1º Secretário da Casa de Leis Rafael Santos Laranjeira, acompanhado de Ana Cristina Poli (PL). Compareceram ainda autoridades municipais como a secretária de Educação, Priscila Sidorco, Ionara Fernandes, secretária de Meio Ambiente, e Martino José Piatto, secretário adjunto da Secretaria de Saúde.

Na abertura, Laranjeira exaltou a pertinência do tema abordado na mostra. “Em tempos de Fake News, é um privilégio termos aqui na Câmara um trabalho que retrate a realidade da devastação ambiental em nosso País, algo muitas vezes maquiada”, destacou o 1º secretário.

Engajado na luta ambientalista desde 2005, quando começou a documentar os efeitos devastadores das queimadas na fauna amazônica, monitorou a visitação comentando o contexto de algumas capturas que compõe a mostra. Segundo ele, em quase todos os momentos havia um cenário de queimada, embora seu foco sempre tenha sido captar o drama dos bichos.

A mostra Natureza em Chamas é aberta à visitação de segunda a sexta-feira, das 8h30 às 11h30 e das 14 às 18 horas.

Biografia do artista

Roberg começou a fotografar aos 12 anos, quando ganhou sua primeira câmera fotográfica. Tornou-se fotógrafo profissional, jornalista e publicitário. É graduado em Comunicação Visual no IADE – Instituto de Artes e Decoração, especializou-se em Graphic Design.

Como publicitário, atuou como Diretor de criação e Diretor de cinema de publicidade. Como jornalista, trabalhou em grandes jornais e editoras, além da Rede Globo de Televisão e na Rede Bandeirantes de Televisão.

Em 2005, começou a se dedicar à fotografia autoral e da vida selvagem na floresta. A boa convivência com o fotógrafo Araquém Alcântara, que se notabilizou por documentar fotograficamente o povo e a natureza brasileiros, mostrou a Roberg que fotos da natureza podem ser uma forma de ativismo ecológico ou uma forma de arte a serviço do ambientalismo.

“Para mim, estar na floresta é silenciar os pensamentos e tudo passa a ser integração. De certa forma é um tipo de meditação”, afirmou o artista.

Câmara Municipal de Arujá

Assessoria de Comunicação

www.camaraaruja.sp.gov.br

imprensa.camaraaruja@gmail.com

renan@camaraaruja.sp.gov.br

(11) 4652-7000 / 7067

Publicado em 18/9/2019

Texto: Renan Xavier

Fotos: Imprensa/CMA