Projeto que incentiva hortas comunitárias é aprovado em 2ª votação e vai à sanção do prefeito

05nov
image_pdfimage_print

O Legislativo arujaense aprovou em 2ª discussão e votação o Projeto de Lei (nº 152/2018) que institui no município o programa de incentivo às hortas comunitárias e à compostagem no município de Arujá. A propositura, de autoria do vereador Luiz Fernando Alves de Almeida (PSDB), mira a ocupação e uso de lotes vagos tornando-os produtivos. Para vigorar, o projeto precisa agora ser sancionado pelo prefeito José Luiz Monteiro (MDB).

De acordo com Luiz Fernando, a medida traz muitos benefícios individuais e coletivos para a população e meio ambiente, uma vez que a compostagem reduz o total de lixo produzido pela sociedade e o cultivo dá nova destinação a locais antes abandonados, ambientes propícios para o acúmulo de detritos e proliferação de doenças.

Ainda segundo o parlamentar, a ideia da propositura partiu de uma conversa que teve com o vereador licenciado Júlio Taikan Yokoyama (PSDB), o Julio do Kaikan – atual secretário de Desenvolvimento Econômico. “Nossa ideia é que os produtos gerados pelas hortas comunitárias sejam destinados ao consumo dos próprios envolvidos no programa”, disse Luiz Fernando.

Ainda são objetivos do projeto, manter terrenos limpos e ocupados, promover terapia ocupacional, proporcionar atividade complementar às pessoas de baixa renda, aproveitar áreas desocupadas em bairros do município, incentivar práticas sustentáveis de respeito ao meio ambiente, criar hábitos de alimentação saudável, promover a integração social da comunidade, além de evitar a invasão de terrenos desocupados e preservar a microfauna e a biodiversidade vegetal.

 

 

Câmara Municipal de Arujá

Assessoria de Comunicação

imprensa@camaraaruja.sp.gov.br

imprensa.camaraaruja@gmail.com

(11) 4652-7015

Texto: Renan Xavier

Fotos: Imprensa/CMA

29/10/2018