Rogério questiona Saúde sobre impactos das mudanças no Mais Médicos no atendimento à população

05fev
image_pdfimage_print

O vereador Rogério Gonçalves Pereira (PSD), o Rogério da Padaria, questionou a Secretaria de Saúde sobre as providências já tomadas pela pasta para suprir a falta dos profissionais desligados da rede pública de saúde depois da anunciada substituição do programa Mais Médicos pelo Médicos pelo Brasil. O parlamentar participou da audiência pública de prestação de contas, referente ao 3º quadrimestre de 2019, realizada na Câmara Municipal, no último dia 4/2.

Segundo informou a coordenadora do setor Financeiro da Secretaria, Lívia Renata S. Pereira, de imediato, a secretaria realizou o remanejamento de profissionais, de forma a evitar descontinuidade dos atendimentos. “As unidades não ficarão descobertas”, garantiu.

Paralelamente, está em andamento uma licitação para contratação de outros médicos. “Teremos uma reunião ainda hoje (4/2) para pedir urgência neste processo”, explicou. De acordo com Lívia, parte dos profissionais saiu no início de 2020, mas existe um cronograma de desligamento, que será adequado ao das novas contratações.

Lívia Pereira garantiu que unidades não sofrerão com saída de profissionais do Mais Médicos

Oftalmologia

Rogério também indagou a secretária adjunta Patrícia Elias do Prado sobre a fila para consultas e cirurgias na área de oftalmologia. Conforme esclareceu a gestora, a Santa Casa de Santa Isabel é o serviço de referência, indicado pelo Estado, para atender a demanda. A unidade está com problemas para dar continuidade aos procedimentos. “Não posso tirar pacientes da fila; no entanto, quando algum munícipe me procura, vejo a disponibilidade de vaga”, garantiu.

Erro

Outro ponto levantado pelo vereador referia-se às complicações sofridas por uma paciente após aplicação de uma injeção de Bezetacil em unidade na rede pública municipal. “Gostaria de saber o que será feito com a funcionária”, indagou Rogério após relatar o caso. Segundo ele, o rapaz teve inchaço na perna logo depois de receber o medicamento.

Os secretários adjuntos Patrícia e Martino José Piatto explicaram tecnicamente o ocorrido e disseram que a servidora passará por processo de “educação continuada”. “Não será punida”, cravou Piatto. Para Patricia, que é enfermeira, isso é algo que pode ocorrer quando na aplicação o profissional não vê qualquer sinal de sangue capaz de indicar uma lesão às veias. “Talvez foi no momento de retirar a agulha”, supôs. O paciente recebeu todo o atendimento na rede.

Patrícia Prado, secretária adjunta, responde questionamentos de Rogério

Zoonoses

Morador do Parque Rodrigo Barreto, Rogério demonstrou incômodo com uma ação de fiscalização feita pela Secretaria de Saúde a um criador de animais do bairro. Segundo o vereador, “o senhor de idade” possui cabritos e uma vaca em um terreno baldio e agora, após denúncia de moradores, foi acionado pela Prefeitura e, provavelmente, será multado. “Ele trata bem os animais e sua atividade não tem fins comerciais. Acredito inclusive que o artigo da Lei em que ele foi enquadrado está errado. Por outro lado, no Mirante, há animais soltos e ninguém faz absolutamente nada”, disse Rogério ao sugerir que a Prefeitura aplica a lei de forma diferenciada.

Diante do questionamento, Mirian Milleti, negou qualquer tipo de ação discriminatória, disse que atende todas as denúncias registradas e afirmou que a Lei foi aplicada de forma correta. Segundo ela, o criador terá um prazo para fazer as adequações e o caso do Mirante, ainda que seja de responsabilidade da Secretaria Municipal de Meio Ambiente, poderá ser averiguado pela pasta, em caso de denúncia. “Ainda assim, é bom lembrar que resgatamos dois pitbulls da unidade recentemente”, lembrou.

Ainda insatisfeito com a resposta, Rogério da Padaria garantiu que vai elaborar um requerimento para questionar a Prefeitura, especialmente a Secretaria de Saúde, sobre quais providências estão sendo tomadas em relação aos animais soltos nas proximidades da Unidade Básica de Saúde (UBS).

ITDS

O Instituto de Tecnologia e Desenvolvimento Social Identidade Social (ITDS), nova organização social que assumiu os serviços da Maternidade Municipal Dalila Ferreira Barbosa e dos Pronto Atendimento Central e do Parque Rodrigo Barreto, será oficialmente apresentada aos vereadores em reunião a ser marcada em breve, informou o secretário adjunto Martino Piatto ao ser perguntado sobre o assunto por Rogério da Padaria.  “Precisamos ter uma interlocução com a empresa”, reivindicou o vereador. A diretora financeira do ITDM, Angélica Cardoso, presente à audiência, agradeceu as boas-vindas e reforçou a disposição da empresa em estabelecer o diálogo e o trabalho em parceria.

Presença

Também participaram do evento os vereadores Ana Cristina Poli (PL), Júlio Taikan Yokoyama (PSDB), o Júlio do Kaikan; a diretora do Departamento de Saúde da Secretaria, Mirian Tereza Miletti, além de membros do Conselho de Saúde e de organizações sociais que atuam no Município.

Assessoria de Comunicação

imprensa@camaraaruja.sp.gov.br

silmara@camaraaruja.sp.gov.br

(11) 4652-7015

Texto: Silmara Helena

Fotos: Imprensa/CMA

One thought on “Rogério questiona Saúde sobre impactos das mudanças no Mais Médicos no atendimento à população

  1. […] Ana Poli ainda lembrou da destinação de recursos de emendas impositivas à contratação de médicos. O dinheiro será utilizado para esse fim, principalmente, pelo fato de o município, a partir de agora, ter de assumir os custos com a contratação de médicos, devido às mudanças no programa Mais Médicos que agora se chamará Médicos pelo Brasil, conforme informou Lívia. (Leia mais aqui) […]

Comments are closed.