Rosmary Corrêa defende cota para mulheres nos Parlamentos

18set
image_pdfimage_print

A ex-deputada estadual Rosmary Corrêa, a delegada Rose, participou na sexta-feira (18/9) da abertura da 1º Conferência Municipal da Mulher de Arujá e ressaltou a importância da ampliação do número de mulheres nos parlamentos brasileiros.

Segundo ela, a falta de participação feminina nestes espaços dificulta a implementação de políticas públicas destinadas à igualdade de gênero.

“Somos 52% da população brasileira, mas pouquíssimas no Congresso e no Senado. Não queremos apenas cota nos partidos, queremos cota nos Legislativos”, defendeu a atual presidente do Conselho Estadual da Condição Feminina. Além da pouca participação na política, Rosmary afirmou que, quando resolve se candidatar, as mulheres recebem pouco apoio dos partidos e da família. “Só são lembradas para completar a cota de 30% e em casa precisam enfrentar a resistência dos maridos”, admitiu.

Público lota galeria do plenário vereador João Godoy

Primeira mulher a assumir como titular uma Delegacia da Mulher, Rosmary ocupou por três mandatos uma cadeira na Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo. Em sua explanação, ela ainda destacou a necessidade de as prefeituras criarem órgãos institucionais para tratar das questões feministas. “As prefeituras precisam ter conselhos ou uma estrutura mínima, como coordenadoria ou assessoria, para colocar em prática as ações de gênero. E estas estruturas precisam estar ligadas ao Gabinete”, orientou.

Mais de 100 mulheres ocuparam as galerias do plenário Vereador João Godoy e participaram da Conferência. “É o momento de pensar, discutir e refletir sobre nossas causas”, finalizou a delegada Rose.

Arujá possui atualmente o Conselho Municipal dos Direitos das Mulheres cuja presidente é a ex-vereador Ana Cristina Poli. O conselho foi criado pela Lei 2191 de 16/12/2008.

Etapas

A Conferência Estadual das Mulheres deverá ser realizada em novembro. A Nacional já tem previsão de data: no período de 15 a 18 de março de 2016, em Brasília. O município elegeu seis delegadas para representar a cidade na etapa paulista, sendo três titulares e três suplentes. São elas: Ana Crista Poli (titular) e Maria da Penha dos Santos Souza (suplente) pelo Poder Público e Patrícia Santos da Silva (titular), Renilde Oliveira Lima (titular), Ivanice da Silva Santos (suplente) e Graziele Alves de Lima (suplente) pela sociedade civil.

Cátia Garcia, diretor da Secretaria da Mulher de Itaquá; Maria Luzia Salles Couto, sec de Assistência Social de Arujá, Rosmary Corrêa, Ana Poli e Lúcia Ribeiro, vereadora

A vereadora Maria Lúcia de Souza Ribeiro (PTB), a Lúcia Ribeiro, compôs a mesa de abertura.A atividade ainda contou com a participação dos vereadores Gabriel dos Santos (PSD) e do presidente da Casa, Reynaldo Gregório Junior (PTB), o Reynaldinho, da secretária municipal de Assistência Social, Maria Luzia Salles Couto e da secretária-adjunta de Saúde, Miriam Tereza Miletti, do conselheiro Fábio André Sousa, representantes da secretaria de Esportes e da Educação.

 

 

 

 

 

 

 

 

Câmara de Arujá
Assessoria de Comunicação
4652-7015
imprensa@camaraaruja.sp.gov.br

Publicada em 18/09/2015