Saúde admite falta de remédios na rede por problemas em plataforma de licitações

Problemas na plataforma de licitações utilizada pela Secretaria de Saúde para aquisição de medicamentos foi uma das causas apontadas pela coordenadora da Assistência Farmacêutica da Prefeitura de Arujá, Marilúcia Alencar da Silva Pessôa, para a falta de, pelo menos, 23 itens da lista de remédios que deveriam estar disponíveis para distribuição na rede pública municipal e cuja compra é de responsabilidade do município em parceria com o governo federal. A informação foi passada aos vereadores durante reunião realizada na última segunda-feira (17/4) na sede do Legislativo.

Equipe da Secretaria de Saúde durante reunião no Legislativo

A dificuldade em conseguir remédios básicos nas unidades de saúde é uma das principais reclamações da população e já se tornou alvo de requerimento na Casa, elaborado pelo vereador Rafael Santos Laranjeira (PSB), o Rafael Laranjeira.

Vereadores discutem falta de medicamentos na rede

Segundo Marilúcia, outros 11 itens também estão em falta mas, neste caso, a compra é compartilhada entre município, Estado e União. “Os itens faltantes representam 18% da lista de 179 itens”, salientou. Ela informou que alguns remédios podem ser conseguidos na farmácia popular e orientou os usuários a buscar a secretaria.

Na tentativa de minimizar a situação, a pasta vem fazendo pequenas compras para abastecer as unidades. A quantidade tem sido insuficiente para atender a demanda, admitiu a equipe. “Com a retomada do uso da plataforma, a expectativa é que a distribuição seja normalizada em três meses”, acredita a diretora Lívia Pereira, que também esteve na Câmara acompanhando o secretário de Saúde, Messias Covre.

Ele refutou informação dos vereadores de que farmácias existentes nas UBS’s foram fechadas. “Isso não procede”, garantiu. A Secretaria havia anunciado que centralizaria a distribuição de medicamentos devido à exigência da Conselho Regional de Farmácia (CRF) para contratação de um farmacêutico por unidade. “O Conselho não nos deu resposta. Além disso, soubemos que esta determinação do CRF está sendo contestada judicialmente”, afirmou.

Secretaria se compromete com solução em três meses

Licitação 

Durante a reunião, os gestores também esclareceram dúvidas dos parlamentares sobre a nova licitação destinada à escolha dos administradores das unidades de Pronto Atendimento do Centro e do Barreto e da Maternidade Dalila Ferreira Barbosa. O resultado do processo licitatório deverá sair até 18/5. O objetivo, conforme detalhou Lívia Pereira, é dar resolutividade ao atendimento. “A proposta é possibilitar ao usuário consulta, exame, retorno e tratamento”. Além disso, constam do edital como exigências: a presença de chefia médica e de enfermagem nas unidades; as contratações de um médico plantonista com experiência para coordenar equipe no final de semana, de um co-gestor indicado pela Prefeitura e de um ultrassonografista.

Os parlamentares pediram providências da Secretaria quanto à melhoria do transporte de pacientes, principalmente, os que têm doenças graves como câncer. Crove revelou que pretende terceirizar o transporte sanitário a fim de permitir melhor qualidade no atendimento aos usuários.

Participaram da reunião os vereadores Abel Franco Larini (PR), o Abelzinho, atual presidente da Câmara; Rafael Laranjeira, Sebastião Vieira de Lira (PSDC), o Paraíba Car, Ana Cristina Poli (PR), a Ana Poli, Edimar do Rosário (PRB), o Pastor Edimar de Jesus, Edval Barbosa Paz (PSDB), o Profº Edval, Rogério Gonçalves Pereira (PSD), o Rogério da Padaria, Marcelo José de Oliveira (PRB), o Dr. Marcelo Oliveira, Luiz Fernando Alves de Almeida (PSDC), o Luiz Fernando, Edvaldo de Oliveira Paula (PSC), o Castelo Alemão, Paulo Henrique Maiolino (PSB), o Paulinho Maiolino, e a assessoria da vereadora Cristiane Araújo Pedro (PSD), a Profª Cris do Barreto. Pela Secretaria de Saúde também compareceu a médica veterinária Tássia Vitta Ribeiro.

 

Câmara de Arujá

Assessoria de Comunicação

imprensa@camaraaruja.sp.gov.br

(11) 4652-7015

Publicado em 19/04/2017

Fotos: Imprensa/CMA