Sete meses de Inovação: R$ 17 milhões gastos e crise na Saúde

18out
image_pdfimage_print

Protagonista de diversos episódios de ingerência na Saúde municipal de Arujá, o Instituto Inovação em Gestão Pública será oficialmente substituído por uma nova Organização Social (OS) nesta sexta-feira (19/10). A empresa assumiu o serviço em março deste ano, inicialmente por meio de um contrato emergencial – por três meses. No entanto, a vigência do acordo foi prorrogada totalizando sete meses de serviço neste outubro. De acordo com informações da Prefeitura fornecidas ao vereador Sebastião Vieira de Lira (PSDC), o Paraíba Car, a empresa havia recebido cerca de R$ 17 milhões dos cofres municipais até o final de setembro.

Paraíba Car diz não ter medo de denunciar e faz duras críticas à situação da saúde no município. Foto: Imprensa/CMA

Nesse meio tempo, unidades administradas pela OS registraram diversos problemas como o fechamento do Pronto Atendimento (PA) Central por falta de médicos, situação que ocorreu em duas ocasiões entre os meses de julho e setembro. O caos gerado por esses episódios motivou a exoneração do então secretário de Saúde Messias Covre. Em audiência pública realizada no mês passado, na Câmara, a substituta de Covre na pasta da Saúde, Carmen Pellegrino, ressaltou que a empresa ainda pode ser punida e que uma comissão em vigor vai apurar as responsabilidades.

No entanto, mesmo com a proximidade do desembarque da OS, a crise na área segue sendo alertada pelos vereadores. Nesta semana a imprensa local e regional repercutiu o atraso no pagamento dos funcionários da terceirizada. Paraíba Car já havia alertado para esta situação na Sessão de 10/10 e, mais uma vez, voltou a abordar o problema na Sessão de 17/10. Ele comparou as organizações sociais que administram unidades de saúde no País a organizações criminosas e comemorou a saída da empresa Inovação do município. “Nada vai me intimidar ou impedir de denunciar as mazelas de Arujá”, disse.

Rogério Gonçalves Pereira (PSD), o Rogério da Padaria, Rafael dos Santos Laranjeira (PSB) e Edimar do Rosário (PRB), o Pastor Edimar de Jesus, também criticaram a situação da saúde no município.

 

 

Câmara Municipal de Arujá

Assessoria de Comunicação

www.camaraaruja.sp.gov.br

imprensa.camaraaruja@gmail.com

(11) 4652-7015

Texto: Renan Xavier

Fotos: Imprensa/CMA

18/10/2018