Vereadores anunciam desfiliações e alteram configuração partidária na Câmara

15mar
image_pdfimage_print

A decisão de alguns parlamentares de filiar-se a outras agremiações está alterando de forma considerável a configuração partidária na Câmara de Arujá. Na sessão ordinária de segunda-feira (14/3) mais três vereadores anunciaram a sua desfiliação dos partidos de origem.

14.03.16_Gabriel_Rogerio

Gabriel ao lado do mais novo filiado, Rogério da Padaria

Rogério Gonçalves Pereira, o Rogério da Padaria, saiu do PT e assinou a ficha de filiação do PSD. Antes da adesão do petista, o PSD contava apenas com um representante no Legislativo – o atual líder do Governo na Casa, Gabriel dos Santos. A mudança de Rogério também implica no compromisso de apoiar o pré-candidato do PSD às eleições majoritárias, o advogado Luís Camargo. “Saio do PT, mas o PT não sairá de mim. Só tenho a agradecer ao partido pelo aprendizado.  Decidi pedir minha desfiliação não por acreditar nas denúncias, mas porque resolvi aderir a um novo projeto político que compreendo ser o melhor para a cidade”, afirmou. Ele criticou a “criminalização do PT” e disse que não mudará o seu posicionamento em relação ao governo municipal. “Fui para o PSD, mas não para base. Continuarei com um trabalho independente”, salientou.

14.03.16_Renato_Caroba

Renato Caroba: “não sairei do PT”

A decisão provocou desfalque na bancada petista que agora fica com apenas um representante – o vereador Renato Bispo Caroba, atual presidente da Câmara. Ele aproveitou para refutar especulações sobre a sua saída do partido. “Não sairei do PT. Aprendi no partido que vereador não é profissão. Estou vereador e caso não ganhe as eleições em outubro, por conta do desgaste imposto ao partido, aceitarei a derrota, pois respeito a vontade popular”, decretou em discurso feito na Tribuna.

14.03.16_Valmir_Santos

Valmir anuncia filiação ao PRB e apoio a Dr. Márcio

Filiado ao PR desde 2007 o vereador Valmir Moreira dos Santos, o Valmir Pé no Chão, fez um discurso conciliador e confirmou sua ida para o PRB.  “Saio de cabeça erguida, pois sempre votei em benefício da cidade. Conversei com o Abelzinho, com o prefeito e com o presidente do PR. Estou saindo pela porta da frente. Respeito o PR assim como respeitarei o PRB, que me recebeu de coração. Estou muito agradecido”, salientou. O motivo de sua desfiliação, segundo Valmir, foi a decisão dos republicanos de não lançar candidato a prefeito, o que, segundo ele, dificulta a eleição para o Legislativo. O PRB terá como pré-candidato a prefeito o vereador Márcio José de Oliveira, o Dr. Márcio.

Com o anúncio de Valmir, a bancada do PRB está recomposta. O partido iniciou a Legislatura com dois representantes: Dr.Márcio, e Gilberto Daniel, o Gil do Gás. Em 2013, no entanto, teve um baixa: Dr. Marcio ingressou no PROS, até então, sem vereador na Câmara. No passado, porém, ele voltou ao PRB, mas perdeu o colega de partido, Gil do Gás. O atual vice-presidente do Legislativo já anunciou sua filiação ao  DEM – que agora passa a ter representante na Casa. Ele também é pré-candidato nas eleições majoritárias.

O PR começou a Legislatura com três vereadores – Abel Franco Larini, o Abelzinho, José Sidnei Schaide, o Cocera Cabelo, e Valmir Pé no Chão. Mas deve terminar com apenas um representante, pois Cocera Cabelo já havia anunciado em agosto de 2015 seu ingresso no PSB, compondo com Wilson Ferreira da Silva, o Dr. Wilson, e Odair Neris, o Mano’s. A reorganização das cadeiras tornou o PSB a sigla com maior bancada na Câmara.

07.03.16_Castelo

Castelo está sem legenda

Reforçada com a chegada de Maria Lúcia de Souza Ribeiro (PTB), a Lúcia Ribeiro, suplente do vereador Júlio Taikan Yokoyama, o Júlio do Kaikan, a bancada do PTB também encolheu. Edvaldo de Oliveira Paula, o Castelo Alemão, afirmou estar sem partido. O parlamentar vem tendo atritos com o Diretório Municipal do PTB desde o final de 2015, quando decidiu votar em Renato Caroba para presidência da Casa, aderindo ao “grupo dos oito”, bloco de oposição formando na ocasião, e não em seu correligionário Reynaldo Gregório Junior, o Reynaldinho, candidato à reeleição. O partido tentou cassar o mandato do vereador, mas a Justiça extinguiu o processo, alegando que o motivo aventado não tinha amparo na legislação para prosseguir.

O PMDB e o PSDC continuam, até o momento, com seus únicos representantes na Câmara: Jussival Marques de Souza e Sebastião Viera de Lira, o Paraíba Car, respectivamente. Além desses parlamentares, mantiveram-se no mesmo partido, desde o início desta Legislatura: Abelzinho, Gabriel, Mano’s, Reynaldinho, Paraíba e Dr. Wilson.

 

 

 

Câmara de Arujá
Assessoria de Comunicação
imprensa@camaraaruja.sp.gov.br
4652-7015
Publicado em 15/03/2016