Vereadores aprovam alterações em Brasão e Bandeira de Arujá

30nov
image_pdfimage_print

Com a inclusão de três emendas de autoria dos vereadores Júlio Taikan Yokoyama (PSDB), o Júlio do Kaikan, e Edvaldo de Oliveira Paula (PSC), o Castelo Alemão, a Câmara de Arujá aprovou por maioria absoluta o projeto de Lei nº 191/2015 de iniciativa do Executivo que altera o Brasão e a Bandeira do município de Arujá.

Julio_Kaikan_plenario

Júlio apresentou emendas ao projeto

No caso do Brasão, a proposta acrescenta um listel com o nome do município na parte inferior do escudo a fim de facilitar a identificação da cidade e cinco torres às três já existentes na Coroa Mural. Já a Bandeira terá as cores e o tamanho devidamente padronizados – sendo que os quadrantes localizados na parte superior à esquerda e na parte inferior à direita, vistos de frente, terão a cor branca. Os outros dois serão na cor azul céu profundo.

As mudanças, aprovadas em primeira discussão e votação durante sessão ordinária realizada em 21/11, visam, conforme informado pelo prefeito Abel José Larini (PR), corrigir erros e atualizar os símbolos municipais conforme as regras da heráldica e da vexilologia.

Castelo_Alemao

Castelo Alemão também defendeu aprovação das mudanças

A heráldica é a arte ou ciência cujo objeto é o estudo da origem, evolução e significado dos emblemas blasônicos, assim como a descrição e a criação de brasões; e a vexilologia – palavra originada do latim vexilum, que significa bandeira,  e do grego logos – estudo – é a ciência que estuda a simbologia e o grafismo das bandeiras, estandartes e pavilhões.

Na mensagem enviada ao Legislativo, o prefeito ainda esclarece que, se aprovada em segunda discussão e votação, a Lei será regulamentada a fim de estabelecer, por exemplo, as condições nas quais os símbolos poderão e deverão ser utilizados.

Ele também afirmou que as alterações foram discutidas com o Conselho Municipal da Cultural e atenderam às diversas solicitações feitas por Juvenal Barbosa – criador do Brasão e da Bandeira de Arujá – e João Machado, estudiosos do assunto.

A propositura, que tramita na Câmara desde o ano passado,  recebeu pareceres favoráveis da Secretaria Jurídica da Casa e das Comissões de Justiça e Redação, Finanças e Orçamento e Obras, Serviços Públicos, Planejamento e Meio Ambiente. O vereador Sebastião Vieira de Lira (PSDC), o Paraíba Car, que integra neste ano as duas últimas Comissões Permanentes, registrou voto em separado alegando a necessidade de realização de consulta popular.

 

 

 

Câmara de Arujá

Assessoria de Comunicação

imprensa@camaraaruja.sp.gov.br

4652-7015

Publicado em 30/11/2016