Vereadores aprovam criação do Dia Municipal do Pastor Evangélico

14maio
image_pdfimage_print

A Câmara de Arujá aprovou a criação do Dia Municipal do Pastor Evangélico. O projeto de lei nº 145/15, de autoria do vereador Jussival Marques de Souza (PMDB), foi aprovado na sessão ordinária da última segunda-feira (11/5). A data será comemorada no segundo domingo de junho e, caso se torne lei, constará do Calendário Oficial de Datas e Eventos do Município.

Em tribuna, Jussival explicou que a propositura faz jus ao serviço prestado pelas igrejas à sociedade. “As comunidades instaladas aqui no Brasil, no exterior e também em Arujá auxiliam muito na área social. Pessoas que servem a Deus são resgatadas das drogas e das coisas erradas. Quem cuida dessas pessoas merece ser homenageado”, disse o parlamentar.

Gilberto Daniel (PRB), o Gil do Gás, também fez questão de dar apoio ao projeto e salientar sua relevância. “O pastor leva bênçãos à casa das pessoas. Quero parabenizar o colega pela iniciativa”.

“A função do pastor é divina, pois ele renuncia à própria vida para dedicar-se aos outros”, explicou Gabriel dos Santos (PSD) ao complementar que, apesar de existir uma geração de pastores midiáticos, a maioria atua para servir ao próximo no anonimato. “Temos muitos pastores nas comunidades carentes, nos hospitais e nos presídios levando a palavra de Deus e cumprindo uma importante missão.”

Para Márcio José de Oliveira (Pros), o Dr. Márcio, a homenagem é merecida. “Nada mais justo do que reconhecer aqueles cuja função transcende a questão espiritual, pois pastores e sacerdotes atuam também na área social, chegando a lugares em que outros não conseguiriam.”

O projeto de lei será encaminhado à sanção do Executivo.

 

 

Câmara de Arujá

Assessoria de Comunicação

imprensa@camaraaruja.sp.gov.br

4652-7015

Publicada em 14/05/2015