Vereadores criticam fechamento da Adília Barbosa. Prefeitura e SP Mar garantem que bloqueio é temporário

05out
image_pdfimage_print

O fechamento da Adília Barbosa Neves, na região do Jardim Emília, é temporário. A informação foi confirmada pela Prefeitura de Arujá, em resposta ao requerimento nº 1885/15, de autoria do vereador Edvaldo de Oliveira Paula (PTB), o Castelo Alemão. A concessionária SP Mar, responsável pelas obras do trecho Leste do Rodoanel, também informou que a via será reaberta nos próximos dias, logo depois de finalizados os serviços de  recuperação.

Obra_Rodoanel_Jardim_Emilia

Obras do Rodoanel na região do Emília no ano passado

“Esta via encontra-se obstruída devido às obras do Rodoanel. Os moradores estão ilhados. Se a Prefeitura não autorizou o fechamento definitivo, precisamos exigir da SP Mar a sua reabertura”, reivindicou Castelo Alemão durante pronunciamento em tribuna na segunda-feira (28/9).

O petista Renato Bispo Caroba também criticou a medida. “Nas audiências públicas das quais participei, antes do início das obras, houve a garantia de que nenhuma via seria fechada. Mas isso não foi respeitado e a Prefeitura assiste a tudo de forma passiva, sem cobrar ministro ou governador.”

A Prefeitura de Arujá refutou esta afirmação e garantiu que a proposta de fechamento, solicitada pela SP Mar, “obedeceu às diretrizes feitas na época da audiência pública quando todas as interferências relacionadas à obra foram apresentadas”.

Renato_caroba_tribuna

Renato Caroba

Ainda segundo documento assinado pelos secretários Ciro Dói, Juvenal Penteado e Flávio de Senço de Serviços, Obras e Planejamento, respectivamente, o município “autorizou o fechamento em caráter provisório, enquanto se executa as obras do Rodoanel no trecho a fim de gerar melhor logística de execução, bem como, resguardar questões de segurança de quem reside ou circula pela região, face o grande tráfego de veículos pesados”.

Por meio de sua Ouvidoria, a SP Mar acrescentou que o bloqueio se deu “em função de solicitação da Associação das Empresas do Centro Industrial de Arujá e moradores  dos bairros do Portão, Nova Arujá, Jordanópolis e Centro Industrial, através de correspondência encaminhada à ARTESP”. O objetivo foi garantir a realização de reparos na via. A previsão de conclusão é de 15 dias, segundo a SP Mar.