Vereadores e Viação Arujá vão discutir melhorias para o transporte coletivo

22fev

(da esq. para a direita) Ricardo Santana, gerente de operações, e Walter Godoy, diretor da Viação Arujá

A Câmara Municipal e a Viação Arujá decidiram trabalhar em conjunto para melhorar a qualidade do transporte coletivo no município. A proposta é criar um canal direto de diálogo que permita aos vereadores levar as reclamações e as reivindicações recebidas em seus Gabinetes diretamente à empresa e, dessa forma, contribuir para o aprimoramento do serviço.

Cris do Barreto atenta a explicações com Walter Godoy

Santana esclarece questionamentos de vereadores

Autora da Moção de Repúdio (nº 06/2017) aprovada pelo Legislativo em protesto ao aumento da tarifa – que passou de R$ 3,80 para R$ 4,05 – e do pedido de reunião com a Viação Arujá –realizada na última segunda-feira (20/2) na sala da Presidência – a vereadora Cristiane Araújo Pedro (PSD), a Cris do Barreto, avaliou o resultado como positivo. “Infelizmente não conseguiremos reverter o aumento da tarifa, mas este contato nos permitiu conhecer melhor o sistema de transporte e firmar com a empresa um compromisso de que os pedidos de ampliação de horários e itinerários, por exemplo, serão avaliados”, ressaltou.

Segundo a parlamentar a limitação de horários e a ausência de transporte coletivo em alguns bairros são os principais problemas apontados pelos usuários.  “Algumas linhas de ônibus funcionam somente até as 22h30, prejudicando os estudantes de Arujá que frequentam faculdades em outros municípios. Quando eles chegam aqui não têm como ir para casa. Essa é uma das questões que conversaremos com a empresa”, afirmou.

Reunião ocorreu na sala do Presidente Abelzinho

O diretor Walter Godoy Bueno e o gerente de operações da Viação Arujá Ricardo Aparecido de Santana se dispuseram a estudar alternativas. “Desde que assumimos os serviços, já fizemos vários ajustes de itinerário e horários. Estamos dispostos a avaliar as demandas trazidas pelos vereadores”, garantiu Santana. Ele avaliou como construtiva a intervenção dos parlamentares. “Tenho certeza que saíram daqui com outra visão”, afirmou.

Caroba, Ana Poli, Paraíba e Edimar de Jesus durante reunião

A Viação Arujá opera atualmente com 23 carros em 15 itinerários municipais e seis
intermunicipais. A empresa é permissionária do serviço desde 2006. Ao explicar aos vereadores os mecanismos de cálculo para reajuste de tarifa, Bueno e Santana foram enfáticos ao rebater a ideia de que a tarifa em Arujá é a mais cara do Brasil se considerado o quilômetro rodado. “Esta afirmação não corresponde à realidade, pois cada carro roda de 7.000 a 7.500 quilômetros, distância maior do que a percorrida em Guarulhos. Além disso, das 780 viagens que fazemos por dia em, pelo menos 705 delas, o veículo transporta de zero a 17 passageiros. A operação ´só continua viável pois uma linha acaba compensando a outra.”

A tarifa, conforme dados da empresa, ainda comporta isenções para idosos, estudantes – que pagam 50% do valor – e pessoas com deficiências e/ou problemas de saúde.

Participaram da reunião os vereadores Abel Franco Larini (PR), presidente da Câmara; Marcelo José de Oliveira (PRB), o Dr. Marcelo, Luiz Fernando Alves de Almeida (PSDB), o Luiz Fernando, Reynaldo Gregório Junior (PTB), o Reynaldinho; Edval Barbosa Paz (PSDB), o Profº Edval; Rafael Santos Laranjeira (PSB), o Rafael Laranjeira; Sebastião Vieira de Lira (PSDC), o Paraíba Car; Edimar do Rosário (PRB), o Edimar de Jesus; Renato Bispo Caroba (PT) e Ana Cristina Poli (PR), a Ana Poli e Edvaldo de Oliveira Paula (PSC), o Castelo Alemão. 

 

 

 

 

 

 

 

 

Câmara de Arujá

Assessoria de Comunicação

imprensa@camaraaruja.sp.gov.br

(11) 4652-7015

Publicado em 22/02/2017

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

image_pdfimage_print