Vereadores relembram morte de Eduardo Campos

06nov
image_pdfimage_print

Silêncio, oração e pesar

O presidente da Casa Legislativa, Abel Franco Larini, o Abelzinho, fez questão de lembrar a morte trágica do presidenciável Eduardo Campos do PSB e de mais seis pessoas, ontem (18/8), antes da abertura dos trabalhos legislativos. Ele pediu um minuto de silêncio e também que todos rezassem a oração do Pai Nosso.

Campos morreu devido à queda do avião que o levava para uma agenda de campanha. A aeronave caiu em Santos, litoral sul do Estado de São Paulo, ainda por razões desconhecidas.

Abelzinho ressaltou a importância do ex-governador de Pernambuco para o País. “Eduardo Campos nos deixou um grande legado e uma grande esperança: de que o Brasil tem jeito sim e que todos nós podemos contribuir para isso.”

Uma moção de pesar, de autoria do vereador Wilson Ferreira da Silva (PSB), o Dr. Wilson, também foi aprovada por unanimidade. Além dele, outro parlamentar do PSB –Odair Neris, oManos – integra o Legislativo arujaense.

No texto, o parlamentar fala sobre a trajetória e as qualidades de Eduardo Campos como liderança. “Infelizmente, um acidente ceifou, aos 49 anos, a vida de um dos mais inteligentes e brilhantes políticos brasileiros”, afirmou Dr. Wilson ao destacar que. “Campos começava a conquistar o Brasil” e que o PSB irá, agora, “carregar as bandeiras defendidas por ele para o País.”

O vereador e líder do governo na Casa, Reynaldo Gregório Junior, o Reynaldinho, registrou durante seu pronunciamento na tribuna seu pesar pela morte do ex-governador. “Quero também subscrever a moção e demonstrar meu pesar pela morte de Eduardo Campos que, como os números mostram e eles não mentem, teve uma carreira brilhante e foi reeleito com mais de 80% dos votos”, apontou.

Leia íntegra da moção: http://goo.gl/jfwTAU
Fonte: Assessoria de Comunicação/Câmara de Arujá