“Vivemos num paraíso”, compara secretário de Segurança de Arujá em fórum na Câmara

06dez
image_pdfimage_print

Na percepção das autoridades que compõem o primeiro escalão da segurança pública municipal, a área vai bem. “Quanto ao trabalho da Secretaria de Segurança: tudo está sendo feito, não está faltando nada”, diagnosticou o titular da pasta Carlos Roberto Vissechi, segundo o qual, as metas para o setor previstas no plano de governo do prefeito José Luiz Monteiro (MDB) já foram superadas. “Fomos além do que foi prometido, agora vamos avançar ainda mais”.

Secretário Vissechi diz que metas do plano de governo já foram superadas. Fotos: Imprensa/CMA

As afirmações foram feitas durante a realização do 1º Fórum de Debates sobre a Segurança Pública de Arujá na noite de terça-feira (4/12), no Plenário da Câmara Municipal. O evento atende ao Decreto Legislativo nº 223/2017, de autoria da vereadora Ana Cristina Poli (PR), que coordenou o evento. Sob o tema “Segurança pública sob um olhar atual”, o fórum reuniu mais autoridades convidadas que público.

O “puxão de orelha” pelas galerias vazias veio do prefeito, presente ao evento: “Em todos os fóruns, em todas as audiências a participação do público não condiz com a realidade, com a necessidade e a importância do que é discutido”, criticou José Luiz. “Eu tive o cuidado de contar os participantes [no fórum], tem onze pessoas aqui, cada uma representando oito mil arujaenses”, calculou com base na população estimada do município. “Depois essas pessoas espalham o que ouviram falar sem ter conhecimento da realidade”.

A ‘realidade’

“O índice de criminalidade de Arujá é muito baixo. É só comparar com a região ao lado. Com todas as falhas que nós, supostamente, podemos apresentar, estamos num paraíso”. A fala é do secretário Vissechi, que promete integrar as forças policiais e a GCM no combate ao crime em Arujá.

Ele enumera os motivos da euforia: “Hoje temos duas motocicletas novas [na GCM], monitoramento eletrônico, dois carros elétricos de última geração, todos os coletes, uniformes novos e, muito em breve, teremos a ‘muralha eletrônica’”, garantiu o gestor referindo-se a um projeto de instalação de um amplo sistema de monitoramento por câmeras e drones ambicionado pelo Executivo. “Mas as pessoas só falam para atacar. Só existe crítica”, lamenta. O secretário disse ainda que em breve a GCM contará com um aplicativo para registro de denúncias.

Capitão Rodrigo exalta programa Vizinhança Solidária

A frente da Polícia Militar (PM) no município, o capitão Rodrigo Fernandes exaltou o programa Vizinhança Solidária, que utiliza técnicas de prevenção primária no combate às ações criminosas. “O tema deste encontro é segurança pública sob um olhar atual. E o que há de mais atual que o projeto de Vizinhança Solidária que desenvolvemos aqui em Arujá?”, destacou.

Analisando os indicadores criminais, Fernandes pondera que houve uma significativa melhora na segurança da cidade após a implantação do programa. “Quando iniciamos o projeto em 2016, tínhamos 538 roubos no decorrer do ano; no ano seguinte, reduzimos para 337. Neste ano, até o momento, são 239 ocorrências. Ou seja: em dois anos, esse indicador caiu 55%”, comemorou.

Convidados

O delegado titular de Arujá Antonio Carlos Cavalcanti anunciou que a implantação de uma delegacia 24h em Arujá já está em análise junto à Delegacia Seccional de Guarulhos. “Esta medida será concretizada assim que tivermos estrutura para ampliar o atendimento no período da noite”, acrescentou.

Representando o delegado da Seccional de Guarulhos, José Luiz Pires Alexandre fez duras críticas à legislação brasileira, que em sua avaliação, muitas vezes, “esvazia o trabalho das políticas Civil e Militar no combate ao crime”. Referiu-se, principalmente, às audiências de custódia que – diz ele – liberariam meliantes recém-apreendidos, fortalecendo uma cultura de impunidade.

Vereadora Ana Poli conduziu o fórum, que também foi idealizado por ela

Representando a GCM de São José dos Campos, o guarda Elvis de Jesus discorreu quanto ao papel dos municípios e, mais propriamente, das guardas municipais no reforço à segurança da população. Ele defendeu ações como a instalação de câmeras de monitoramento pela cidade, que serviria de incremento, inclusive, à Patrulha Maria da Penha.

Parlamentares

A vereadora Ana Poli anunciou que, a partir das discussões do fórum, será elaborado um relatório contemplando as sugestões e medidas propostas no encontro. Ainda prestigiaram o evento os vereadores Luiz Fernando Alves de Almeida (PSDB) e Sebastião Vieira de Lira (PSDC), o Paraíba Car. Ambos exaltaram a realização do fórum e a contribuição das autoridades ao debate.

 

 

Câmara Municipal de Arujá

Assessoria de Comunicação

www.camaraaruja.sp.gov.br

imprensa.camaraaruja@gmail.com

renan@camaraaruja.sp.gov.br

(11) 4652-7000 / 7067

Publicado em 06/12/2018

Texto: Renan Xavier

Fotos: Imprensa/CMA